segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

AMBIENTAL - São João do Ivaí e Borrazópolis com crimes ambientais

A Polícia Militar Ambiental apreendeu materiais de pesca e armas em Borrazópolis e São João do Ivaí

Em mais uma ação  dedicada dos Policiais Militares Ambientais que estão lotados no novo Pelotão de Apucarana, foram apreendidos materiais de pesca em São João do Ivaí e Borrazópolis, ambas as ocorrências no dia 26 de fevereiro, de 2017. SÃO JOÃO DO IVAÍ - Em São João do Ivaí, os Soldados Assis e Murilo, fizeram apreensão de apetrecho de pesca não permitido. Segundo eles, em atendimento a denúncia informando que nas margens do Rio Ivaí, na localidade conhecida como Água Verde, distrito de Ubauna, estava ocorrendo a prática de pesca com matérias predatórios. Ao chegar no local, os Policiais não localizaram nenhum indivíduo pescando, porém foi observado que recentemente pessoas frequentaram tal ponto, pois havia sinais de pegadas bem como rastros de veículos. Foi avistado um Fusca se aproximando das margens do rio. No carro havia uma tarrafa e mais 09 linhadas de mão, sendo assim os objetos foram recolhidos conforme preconiza a portaria do IAP n°212 de 26/09/2014, Art. 4º. Os indivíduos não portavam documentos pessoais, porém se apresentaram como I. T. S., o segundo por J. T.S. e o terceiro das inciais E. T. Todos orientados quanto ao período de piracema, além de advertidos verbalmente por estarem com matérias proibidos para a pesca em área de preservação permanente. BORRAZÓPOLIS - Em Borrazópolis, o Sargento Patrício e Soldado Murilo, fizeram uma autuação por pesca em período e local proibido; ainda pescar utilizando apetrechos proibidos e porte de arma de fogo. A denúncia levou os Policiais até uma corredeira no Bairro Salto Fogueira, sendo no local abordadas 08 pessoas, que estavam em um acampamento improvisado com lonas e barracas. Durante as buscas nos pertences foi localizada uma tarrafa de malha 05 cm, e aproximadamente dois quilogramas de pescados (cascudos, tambius, mandi e um campineiro), tais peixes haviam sido pegos com a referida tarrafa. Uma das pessoas assumiu ser o responsável. Os peixes já estavam temperados e prontos para o consumo. Também foi localizada uma espingarda calibre 0.22" com silenciador e luneta, além de 75 munições intactas. Perguntado aos abordados quem seria o responsável pelo material, a mesma pessoa que assumiu ser dona dos peixes, também assumiu ser o dona da referida arma. Também havia uma rede de aproximadamente 10 metros de comprimento armada as margens do Rio Ivaí. Em buscas no entorno do acampamento foram localizados três sacos contendo redes, espinheis e tarrafa. "Diante dos fatos, as pessoas foram orientadas a se retirarem do local, por estarmos em período de piracema e por se tratar de local proibido para pesca (Corredeira). Após lido os direitos constitucionais. a pessoa que assumiu ser a dona da arma e materiais, foi conduzida a 53ª Delegacia de Polícia de Faxinal para a adoção das medidas cabíveis. Os materiais encontrados também foram recolhidos e encaminhados para a Delegacia, por estarem em área de preservação permanente. Os materiais que estavam acondicionados nas sacarias eram os seguintes: dois espinheis, treze redes sendo de malhas 05 cm, 06 cm, 08 cm, 10 cm, 13cm, 15 cm, 23 cm e 01 (uma) tarrafa malha 05 cm", informou a Polícia Ambiental.  (As fotos são da apreensão em Borrazópolis)

Nenhum comentário:

Postar um comentário