terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

MAUÁ DA SERRA - TIROS

Homem tem carro alvejado por tiros, mas não se feriu. Segundo a Polícia Militar, uma confusão passional teria resultado no atentado 
   Era noite de segunda-feira, dia 20 de fevereiro, de 2018, quando moradores de Mauá da Serra, ligaram para o repórter Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau", da Rádio Nova Era, informando que tinham ouvido tiros no perímetro urbano na Rua Antônio Manago. Pouco depois a Polícia Militar do Destacamento local foi acionada por um cidadão de nome Anderson Aparecido Santana que se identificou como a vítima. Foi pedido reforço para a Companhia da Polícia Militar, de Jandaia do Sul e Décimo Batalhão, pois segundo Anderson, seu ex-sogro de nome Silvio Aparecido Cadaval, havia ficado escondido atrás de uma árvore, e disparado tiros contra o seu carro com o intuito de o acertar. Diligências foram realizadas, mas ninguém foi preso. MOTIVAÇÃO PASSIONAL - Nossa reportagem teve acesso a boletins de ocorrências que foram feitos pela Polícia Militar, informando que Anderson, no mesmo dia, tinha ido até a casa de sua ex-mulher e ameaçado ela e seu pai Sílvio. Consta que a ex-esposa reclamou de agressões e ameaças que vem sofrendo já há cerca de três anos porque o ex-marido não aceita a separação. A mulher afirma ainda que Anderson já invadiu sua casa com uma faca de açougueiro tentando reatar o relacionamento, inclusive, no dia 20 de fevereiro, ele teria novamente entrando em sua residência, com sintomas de embriaguez, a agrediu com chutes e foi categórico ao afirmar que mataria ela e seu pai naquele dia. "A mulher também afirmou que o pai passava na frente da casa, quando ela era ameaçada, momento em que a empurrou para fora de sua própria residência. A mesma foi para a casa do genitor em busca de ajuda", afirmou a Pm. Diante da confusão e troca de acusações, o caso foi levado para a Delegacia de Marilândia do Sul. (Informações - Berimbau e Ednaldo Henrique)

Nenhum comentário:

Postar um comentário