segunda-feira, 27 de março de 2017

MAUÁ DA SERRA - QUADRILHEIROS

Destacamento da Polícia Militar apreendeu carro de luxo ocupado por suspeitos de integrar quadrilhas que promovem ataques a bancos e outros crimes na região 
    Mais uma vez, a ação atenta e eficiente dos Policiais Militares: Soldado T. Moreira e Soldado Fernandes, resultou em uma importante prisão em Mauá da Serra. A ocorrência começou quando o serviço de inteligência do Décimo Batalhão informou que havia um veículo preto, de luxo, modelo Land Rover, sendo visto próximo a agências bancárias de municípios do Vale do Ivaí, principalmente região de Apucarana. Segundo apurou o Blog do Berimbau e a Rádio Nova Era, quando os suspeitos de integrar quadrilhas que promovem ataques a bancos chegaram em Mauá da Serra, os mesmos foram percebidos pela PM nas margens da BR -376, que corta o perímetro urbano. Por questões de segurança e orientação do comando, não foi feita a abordagem, mas os PMs ficaram a distância, monitorando o veículo até a chegada de reforço. Antes que isso ocorresse, o motorista percebeu a movimentação da Polícia e começou a trafegar pela Rodovia, sendo acompanhado pelos PMs até ser  abordado no km 293, sendo constatado que o carro era um Land Rover Discovery, ano 2006, de cor preta, com placas DYJ-2626 de São Paulo, que era conduzido por Carlos Eduardo Albuquerque, o qual estava com a carteira suspensa. Ele foi encaminhado para o Posto da Polícia Rodoviária Federal. Com os outros dois ocupantes, um homem e uma mulher, nada de ilícito foi encontrado, mas ao consultar o nome de um deles: Daniel Richard Galean, ficou constatado que havia contra o mesmo, um mandado de prisão expedido pela região de Londrina, por roubo (Ataque a bancos). Daniel negou qualquer ilegalidade e disse que o mandado de prisão já não tem validade, sendo uma falha do fórum que deveria ter dado baixa. Sua prisão foi realizada com uso de algemas por questões de segurança. Outro detalhe que chamou atenção, é que várias partes da forração do carro estavam soltas e peças com sinais de remoção. Questionado quanto a condição do veículo, os ocupantes ficaram nervosos, mas o motorista afirmou que já foi comprado daquela forma. Uma equipe do Canil, de Apucarana, fez uma varredura no Land Rover, mas não foram encontrados objetos ilícitos. Daniel foi entregue na Delegacia de Marilândia do Sul, e apesar de negarem qualquer crime, a suspeita é que eles estava trabalhando como olheiros  e até façam parte de quadrilhas fortemente armadas que vem agindo no Paraná. No dia seguinte, 29 de março, Carlo Albuquerque, motorista, foi preso em Borrazópolis na casa de um tio, na zona rural. Ele tinha dado nome falso e se descobriu que ele era um dos integrantes da quadrilha que praticou o furto a banco mais famoso do Brasil, contra Banco Central de Fortaleza. Jean Carlos Galean. Clique aqui para ver matéria da prisão de Jean. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário