sexta-feira, 28 de abril de 2017

GREVE GERAL - BRASIL

Centrais sindicais fazem passeatas e manifestações pelo Brasil. Na região Vale do Ivaí a BR 376 foi interditada em Mauá da Serra
      REGIÃO -  As imagens acima são de um protesto na BR 376, em Mauá da Serra, na saída para Ortigueira na frente da Lanchonete Bambu. Integrantes do MST - Movimento Sem Terra. Em outros cidades do norte do Paraná, como Marialva e Mandaguari,   Apucarana, Maringá, Londrina e até municípios pequenos do Vale do Ivaí, manifestações também ocorreram. BRASIL -   Segundo o Jornal Hoje, foi uma sexta-feira de manifestações em todo o Brasil. A paralisação de 24 horas convocada pelas centrais sindicais contra as reformas da Previdência e a trabalhista atingiu mais o setor de transportes, o que deixou muitas capitais sem ônibus e, com isso, muita gente não conseguiu chegar ao trabalho. Houve tumulto e confusão em rodovias, aeroportos e nas barcas, no Rio de Janeiro.  No estado de São Paulo, parte do transporte público parou. Milhões de pessoas quem dependem de ônibus, metrô e trem não conseguiram ir para trabalho pela manhã e voltaram para casa. Muitas lojas, escolas e agências nem abriram. Na capital paulista, a maioria das estações de metrô não funcionou e os ônibus não circularam.   O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo disse que a adesão à greve foi de 80%. A Secretaria Estadual de Educação disse que das mais de cinco mil escolas, 49 pararam. Muitos professores das redes municipal e particular e de universidades também pararam.   No Recife, 1,8 milhão de passageiros foram prejudicados com a paralisação total dos ônibus.  No Rio de Janeiro, ônibus, trens e metrô funcionaram normalmente, mas manifestantes fecharam vias expressas e o acesso às barcas. Além do grupo que fechou o acesso à principal estação das barcas que ligam Niterói ao Rio, teve protesto na ponte Rio-Niterói, na BR-101, que liga a Região Metropolitana a Niterói, na Linha Vermelha, avenida Francisco Bicalho, avenida Brasil e túnel Marcelo Allencar.  Em 24 estados e no Distrito Federal houve algum tipo de protesto ou de serviço suspenso.   Em Brasília, a polícia bloqueou o acesso de manifestantes ao Congresso Nacional. Pela manhã, os manifestantes seguiram rumo ao Congresso Nacional, mas foram impedidos por um bloqueio policial. O transporte público não funcionou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário