sexta-feira, 21 de abril de 2017

POLÊMICA - Prefeito Reinaldo Grola faz alguns esclarecimentos

Grola comentou sobre alguns informações inverídicas relacionadas a ocupação de um terreno em Lunardelli. Outras informações relacionadas ao início do seu governo, foram abordados 
ENTREVISTA - Ouça no link de vídeo a entrevista com o prefeito Reinaldo Grola
No dia 20 de abril, o prefeito Reinaldo Grola, falou com a Rádio Nova Era. A entrevista foi solicitada pelo radialista "Berimbau", para debater polêmicas envolvendo a ocupação de um terreno da prefeitura. O local foi invadido, na gestão do prefeito Hilário Vanjura, por moradores que alegam não ter onde morar e que o projeto para construção de moradias ficou apenas em promessa. Grola venceu as eleições de 2016, prometendo resolver a questão, mas tem dificuldades porque o terreno é público e sua doação pode resultar em uma ação de improbidade administrativa. A Polêmica também chegou ao poder judiciário, comarca de São João do Ivaí, que realizou uma audiência pública de "Justificação", no dia 13 de fevereiro de 2017, para tratar sobre a ocupação. A decisão de realizar a audiência foi tomada após a prefeitura de Lunardelli, comandada pelo então prefeito Hilário Vanjura, entrar com um processo de reintegração de posse contra famílias que invadiram o local. Após a referida audiência, Reinaldo recebeu aval da justiça para levar infraestrutura, mas antes realizar um cadastramento das famílias. Atualmente a polêmica maior é que os moradores reclamam da demora para chegar a infraestrutura, e que há crianças, doentes e pessoas idosas vivendo em condições sub-humanas.  "Antes de conceder esta entrevista, eu fiz uma reunião com as famílias. O que está acontecendo lá é um festival de notícias inventada e mentirosas.  Disseram, por exemplo, que eu pedi mais 90 dias para solicitar a instalação de energia elétrica, o que não é verdade", disse o prefeito.  Ouça a entrevista no link de vídeo, onde ele esclarece todos os detalhes sobre este assunto.  Obras, ações e outras informações sobre o início do mandato, também estão no áudio da entrevista. 

Um comentário: