quinta-feira, 25 de maio de 2017

AMUVI - SANEPAR

Sanepar apresenta proposta para cobrança da taxa de lixo em reunião da Amuvi
Serviço que já está implantado em 4 municípios do Vale do Ivaí será proposto para todos os integrantes da Associação
A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) participa na tarde desta sexta-feira (26 de maio) da reunião da Amuvi (Associação dos Municípios do Vale do Ivaí), em Rosário do Ivaí, para apresentar como funciona o serviço de cobrança da taxa de lixo na conta de água.  A apresentação será feita por João Pedroso, da Assessoria de Novos Negócios da Sanepar, a convite do presidente da Amuvi, o prefeito de Apucarana, Beto Preto, que solicitou diretamente ao presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, que a Companhia apresente sua proposta a todos os municípios da Amuvi. Para Beto Preto, a cobrança da tarifa do lixo junto com a conta de água, pela Sanepar, é um avanço para os municípios. “A taxa é específica para o custeio da coleta do lixo domiciliar, bem como para dar a destinação adequada aos resíduos sólidos”, assinala o presidente da Amuvi.  Dos 26 municípios da Amuvi, 24 são atendidos pela Sanepar e, desses, quatro já têm o serviço da cobrança da taxa de lixo na fatura da água: Apucarana, Marilândia do Sul, São João do Ivaí e Ivaiporã. Todos os prefeitos receberão um estudo-diagnóstico feito pela Sanepar sobre a cobrança do lixo em seus municípios.  “Uma das queixas dos prefeitos é que a inadimplência é alta na tarifa do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), portanto, muitos munícipes não pagam por este serviço”, afirma o gerente regional da Sanepar em Apucarana, Luiz Carlos Jacovassi. Enquanto a inadimplência média do IPTU é em torno de 35%, na Sanepar fica em 3,5%.  Na quarta e na quinta-feira, Jacovassi e Pedroso reuniram-se em São João do Ivaí e em São Pedro do Ivaí com os prefeitos e vereadores para esclarecer dúvidas sobre o serviço e ver possibilidades de adequações. Para que a cobrança seja implantada na tarifa da Sanepar, o Executivo deve enviar projeto de lei para aprovação na Câmara Municipal.    Frente     Nacional de Prefeitos - Recentemente, em evento promovido pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em Brasília, Beto Preto, foi convidado a ministrar palestra sobre este tema (taxa do lixo embutida na conta da água), para gestores públicos de todo o País. “Essa alternativa é interessante por que garante o custeio do serviço e a inadimplência praticamente não existe”, argumenta.   Neste evento da FNP, Beto Preto apresentou a prefeitos e secretários de todo o país a experiência de Apucarana, na gestão da coleta de lixo, manejo do aterro sanitário e coleta de recicláveis que, ao longo dos últimos anos, vem sendo aprimorada. “O que mais interessou a diversos municípios foi o modelo de cobrança da taxa da coleta de lixo, inserida mensalmente na tarifa da água e esgoto da Sanepar”, reiterou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário