terça-feira, 23 de maio de 2017

CRIME BRUTAL - PARANÁ

Mãe é estuprada junto com as filhas por maníaco e morta a facadas; polícia já sabe quem foi
A notícia foi publicada no Site da Banda B, e diz que uma  mãe de 37 anos foi brutalmente assassinada na manhã desta terça-feira (23 de maio, de 2017) dentro de casa e na frente das filhas, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. As duas filhas, de 14 e 16 anos, também foram abusadas. Identificada preliminarmente como Mariza da Silva, a mãe foi morta com um golpe de faca ao tentar gritar para impedir que ele abusasse na filha caçula, de 4 anos. Segundo as vítimas, o assassino, José Ricardo Ferraz, que é foragido da Penitenciária Estadual de Piraquara, estava com um boné amarelo e preto, tem uma tatuagem de sol no antebraço e fugiu a pé.  A casa da família fica na Avenida Portugal, no Jardim Guarani, e foi invadida por volta das 4h30, pela porta dos fundos. Depois do estupro, as adolescentes foram mantidas amarradas em um cômodo, quando uma delas conseguiu se desvincilhar e gravar um áudio, por meio do aplicativo WhatsApp, pedindo ajuda aos vizinhos. Ao notar, o assassino fugiu a pé.  O delegado Reinaldo Zequinão, do Alto Maracanã, confirmou que o estuprador já foi identificado. “Ele entrou arrombando a porta, estava armado com uma faca, esfaqueou a mãe e estuprou as três vítimas. Ele permaneceu dentro da casa por três horas e meia. As meninas falaram de maneira informal e agora vão prestar depoimento oficial, mas já reconheceram o homem por meio de fotografia. Tem passagens pela polícia e pode ter cometido crimes parecidos na região”, contou o delegado ao Potal.    Ainda de acordo com o delegado, o suspeito estava sob efeito de drogas. “As vítimas falaram que ele estava sob o efeito de drogas e passou a recuperar a consciência, quando teria mostrado arrependimento e fugiu”, explicou. O mandado de prisão já foi expedido e a polícia está nas ruas a procura do criminoso. As meninas estão em choque, serão encaminhadas para realização de exames e ingestão de medicamentos, assim como acompanhamento psicológico. (Por Banda B)

Nenhum comentário:

Postar um comentário