sábado, 6 de maio de 2017

LAVA JATO - REVELAÇÕES

Ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, quebra o silêncio de diz: 'Lula comandava esquema'
EXCLUSIVO - Veja no link de vídeo, trechos do depoimento bombástico de Rentado Duque       
A Operação Lava Jato obteve na sexta-feira (5 de maio de 2017) um depoimento explosivo, em Curitiba. Renato Duque trabalhou por mais de 30 anos na Petrobras. Ocupou a Diretoria de Engenharia e Serviços entre 2003 e 2012. Dentro e fora da empresa, era tido como indicação do então ministro José Dirceu. Os dois sempre negaram essa relação. Duque foi preso pela primeira vez em novembro de 2014, na sétima fase da Operação Lava Jato, e 19 dias depois, foi solto por um habeas corpus do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Em março de 2015, a segunda prisão, na décima fase da Lava Jato. De acordo com o Ministério Público Federal, ele tinha 20 milhões de euros em contas no Principado de Mônaco, e fez várias transferências, consideradas crimes de lavagem de dinheiro. Na casa de Renato Duque, na Zona Oeste do Rio, a Polícia Federal apreendeu mais de cem obras de arte. Os policiais também encontraram uma sala secreta atrás de um armário, com documentos e joias. O ex-diretor de Serviços já foi condenado em quatro processos da Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro. As penas somam mais de 57 anos de prisão. Ele é réu em outros seis processos na Justiça Federal do Paraná, também por corrupção e lavagem de dinheiro. Em todas as vezes que foi interrogado, Renato Duque preferiu ficar calado. Há alguns meses, tentou um acordo de delação premiada, mas não teve sucesso. Mas Duque mudou de ideia. Foi ele mesmo que pediu para depor ao juiz Sérgio Moro, e neste depoimento desta sexta, Duque acusou o ex-presidente Lula de controlar todo o esquema de desvio de dinheiro da Petrobras para o Partido dos Trabalhadores. No início do depoimento, Renato Duque disse que a propina paga por empresas já existia quando ele assumiu a Diretoria de Serviços da Petrobras, em 2003, e que todos do PT sabiam da existência do esquema. Em seguida, Duque explicou a divisão do dinheiro desviado da Petrobras para corruptos da própria empresa e para o PT, e falou sobre os milhões que juntou pra ele próprio no esquema de corrupção com a participação do ex-gerente da área de Serviço e também delator Pedro Barusco. Duque ainda apresentou uma versão detalhada para o acordo de divisão do dinheiro sujo. Veja no link de vídeo o depoimento  de Renato Duque e mais informações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário