sexta-feira, 30 de junho de 2017

LIDIANÓPOLIS – Prefeitura lança programa inédito da agricultura familiar

Por iniciativa do prefeito Adauto Mandu, município de Lidianópolis está lançando projeto inédito denominado: PROMIFRUCA – Programa Municipal de Incentivo à Fruticultura e Cafeicultura
MATÉRIA - No link de vídeo, ouça matéria completa com entrevistas 
A produção agrícola de famílias, principalmente pequenos agricultores, que vivem em Lidianópolis, receberá apoio da Prefeitura. Estamos falando de um programa inédito e ousado que está sendo lançado, em apenas seis meses de governo, pelo prefeito Adauto Mandu, do PHS e o secretário de agricultura Luiz Carlos Casa Grande. O projeto tem um nome nada convencional, ou seja: PROMIFRUCA, que significa – Programa Municipal de Incentivo a Fruticultura e Cafeicultura. “Quando fizemos nossa campanha a prefeito, prometemos que iríamos gerar emprego, e eu acredito que um das formas de garantir renda e trabalho, é através da agricultura familiar",  disse o prefeito em entrevista ao repórter Sérgio Oliveira, do Blog do Berimbau e da Rádio Nova Era. A iniciativa foi aprovada pelo produtor Cleverson Rodrigues dos Santos, que reside na Vila Rural e já cultiva o Goiaba. Segundo ele, a diversificação já existe no município, mas de forma isolada e aleatória, o que poderá ser aprimorado e melhorado, principalmente com a possibilidade de mais lucros, por causa do anúncio de investimentos do poder público municipal. O Cleverson é um exemplo, pois em um pequeno pedaço de terra, ele conseguiu escalonar vários ciclos de colheita, fazendo com que tenha o produto disponível, todos os meses, assegurando renda. Outro produtor ouvido pela reportagem foi o senhor Luis Ernandes, que  há 18 anos, produz uva. Ele também acredita que o programa será importantíssimo e o município todo vai ganhar. O prefeito decidiu marcar o lançamento do programa, durante a Festa dos 27 Aniversário de Emancipação Politico-Administrativa de Lidianópolis, do dia 30 de junho a 02 de julho, de 2017. No dia 30, a data foi marcada para realização do “Encontro de Fruticultura de Lidianópolis”, com grandes palestras e apresentações para tirar dúvidas dos produtores sobre questões que vão, desde o plantio, até a comercialização. SOBRE O PROGRAMA – A Prefeitura começa o programa investindo R$100.000,00 (Cem Mil Reais) para fomentar o setor comprando mudas e insumos para a fruticultura e cafeicultura, inclusive 3.500 mudas de Maracujá, já estão prontas para serem distribuídas.  Também está previsto algo que é fundamental: Assistência Técnica do plantio a colheita, detalhe que faz a diferença, reduz o risco de erros ou perdas e vai identificar qual a cultura que uma determinada propriedade vai produzir melhor.  Para participar, o produtor rural precisa ter a DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), em seguida, procurar a Secretária Municipal de Agricultura e estabelecer uma parceria com a prefeitura, seguindo um cronograma e critérios. “Quando falamos em parceria, ela se dá na execução do programa, um exemplo é a compra das mudas e dos insumos, que será patrocinada pelo município, mas o plantio do viveiro, a mão de obra, será feita pelos agricultores, que serão os verdadeiros beneficiados. Outro detalhe, vamos investir, em média, R$6.000,00 ao mês, em assistência técnica, chegando a um montante de R$200.00,00”, informou a Secretaria de Agricultura. Um dos objetivos é, muito em breve, criar uma Cooperativa, que vai fortalecer ainda mais o produtor. APROVADO – Antes mesmo do programa ser lançado, ele já foi aprovado pelas famílias, cerca de 15, que já estão, de alguma forma, inseridas na diversificação de culturas como Uva, Maracaju  e outros. Para o empresário e cerealista Paulo Remes, da Cafeeira Borrazópolis, que mantem uma filial de compra do produto em Lidianópolis, incentivar a diversificação é algo fundamental. Ele também ressaltou que municípios, como Grandes Rios e Lidianópolis, ainda são grandes produtores de café, e que se houver uma política de apoio, todo comunidade ganha, porque a renda acabado girando no próprio comércio local, isso sem falar no combate ao êxodo rural. Para a EMATER - Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural, que é uma apoiadora do homem do Campo, a iniciativa do prefeito Adauto Mandu, é um grande passo, serve de exemplo para outros municípios, e vai contar com apoio da instituição. “Eu fico feliz pela aceitação do programa, mas vou ficar mais feliz ainda, ao final desta primeira etapa, quando, com certeza, vamos melhorar a qualidade de vida, principalmente do pequeno agricultor, e este investimento de hoje, retornará em lucros nem um futuro próximo”, finalizou o prefeito Adauto Mandu.   (Mais fotos no link abaixo)





































  














Um comentário:

  1. Parabens, atitudes assim que contribuem coma valorização do agricultor familiar, o ajudando a se manter e viver no campo, sem precisar inchar as cidades.

    ResponderExcluir