segunda-feira, 26 de junho de 2017

POLÊMICA - Kuroda rebate afirmações do Presidente da Câmara

Após entrevista com o presidente da Câmara, de Rosário do Ivaí, prefeito Kuroda, rebateu afirmações, negou que faz  "Tempestade em Copo de Água" e disse que o parlamentar orquestra retaliações a seu governo
ENTREVISTA - Ouça, no link de vídeo, nova entrevista com o prefeito Kuroda
        Em uma nova entrevista, ao repórter Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau", o prefeito Ilton Shiguemi Kuroda, do PSC, de Rosário do Ivaí, voltou a criticar a postura de alguns vereadores, que na noite de 21 de junho, de 2017, segundo ele, reduziram, em segunda votação, o percentual dos recursos livres. A decisão de uma nova entrevista, foi após a fala do presidente da Câmara, o vereador Osmiranou Siqueira, mais conhecido como "Lustroso", que negou estar votando a Dotação Orçamentária e chegou a dizer que o prefeito desconhece os temas que estão sendo tratados na casa de leis  e que faz tempestade em copo de água -clique aqui para rever as afirmações do vereador. Kuroda negou desconhecimento e apresentou algumas informações, dizendo que o parlamentar tem articulação e vem convencendo alguns dos demais integrantes da casa, a fazer uma oposição sistemática ao seu governo, e que alem da redução da dotação orçamentária, que gera um entrave para a administração, estão programando outras medidas que podem prejudicar, não o prefeito, mas os cidadãos. O prefeito também trouxe,  aos estúdios da Rádio Nova Era, o comerciante Anderson, o "Andrinho", que relatou uma conversa com "Lustroso", que teria evidenciado a decisão de praticar retaliações.   Na entrevista anterior, o prefeito já tinha afirmado que na administração passada, aprovaram 30% de recursos livres, valor que o prefeito pode utilizar na dotação orçamentária, sem precisar de pedir autorização para o legislativo, e agora, derrubaram este percentual para apenas 05%. "Eles estão percebendo o grande trabalho que estamos fazendo, e querem engessar o meu governo, criando burocracias desnecessárias. Nossa administração tem se destacado por causa da transparência e da prestação de contas ao cidadão, aprovar esta medida, é uma perseguição a mim, Kuroda, mas que está prejudicando a população, porque vamos ficar limitados a vontade dos vereadores e muita vezes, impedidos de realizar benfeitorias", disse o prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário