sexta-feira, 21 de julho de 2017

BANDIDAGEM - Acusados de roubo são presos em Mauá da Serra

                CONFRONTO E PRISÕES                 
Após intensa troca de tiros, Polícia de Mauá da Serra, com apoio de Destacamentos da Região, prendeu meliantes que planejavam assaltos no município e na cidade vizinha de Ortigueira 
        A Polícia de Mauá da Serra prendeu indivíduos acusados de planejar assaltos na cidade e no município vizinho de Ortigueira. Durante patrulhamento e confronto com os suspeitos, que ocorreu entre a noite de quinta-feira, dia 20, e sexta-feira, dia 21 de julho, houve intensa troca de tiros e uma  operação que contou com apoio de equipes de Mauá Serra, Marilândia do Sul, Califórnia, Rio Bom, Faxinal,  Décimo Batalhão de Apucarana  e equipe Canil com o cão de faro “Taz”. Entre os acusados e identificados estão: Amauri Pereira Manzano Junior; Marcos Oliveira dos Santos (Meloso); Isaías dos Santos (Bia);  Etamar Carneiro Gomes e Daniela Francisquini de Almeida. A última foi detida, porque em sua casa, havia armas. Ela é esposa de Etamar.  A reportagem do Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, apurou que a ocorrência começou após denúncia que  no Bairro Serrinha, na BR 376, estaria ocorrendo roubo. No local, a equipe de Mauá da Serra, composta pelos Soldado Fernandes e Soldado Ferro, apurou que um vendedor de batatas do Bairro Santa Maria, foi abordado por três homens com toucas e armados de revólver. Eles levaram seu telefone e seiscentos reais. Mais tarde chegou nova denúncia que dois marginais estavam rondando um restaurante no Distrito de São José, em Marilândia. Logo em seguida,  dois homens com as mesmas características foram vistos observando a movimentação no Posto Príncipe, na BR 376. Os soldados faziam o deslocamento, quando foram avisados que os suspeitos já estavam na frente do Restaurante Mapy. Ao chegar no local, foi flagrado um veículo Pálio branco, com placas IIX-1304, com duas pessoas próximas e o condutor em seu interior. Ao dar voz de abordagem, o motorista tentou empreender fuga e os dois, que já estavam do lado de fora, avançaram para uma mata e começaram a disparar tiros contra a PM, provocando um intenso confronto com os policiais do Destacamento local, e em seguida com a equipe de Califórnia. O motorista do carro, foi detido, e identificado como sendo Amauri. Ele informou receberia cem reais para buscar duas pessoas em Ortigueira, e que eles pretendiam assaltar o restaurante Mapy e posteriormente o Posto Príncipe. Contou também que os fugitivos eram: Isaías dos Santos, conhecido como “Bia” e  Etamar Carneiro Gomes, inclusive, que todos iriam se encontrar na casa do Etamar, que é caseiro da “Fazenda Turco” para acertar os últimos detalhes do assalto. Diante das novas informações, os Policiais foram até a referida propriedade rural, e entraram na fazenda com autorização do Fazendeiro, mas encontraram apenas a esposa, de Etamar,  Daniela Francisquini de Almeida. Ela afirmou que o marido não havia chegado, desde à noite, mas depois voltou atrás e afirmou  que ele passou no local, na madrugada, e evadiu-se. Dentro da casa havia uma espingarda Boito calibre 32, oito cartuchos, uma munição de revólver cal 32, um revólver cal 22, que pode ser a arma usada no confronto com a PM, e jogado,  nas proximidades,  foram encontradas: cinco toucas ninjas. Antes das viaturas deixarem o local, se aproximou um carro, que também estava na denúncia, como o veículo que viria buscar os acusados, para praticar um roubo em Ortigueira. Em seu interior foram encontrados: Isaías dos Santos, o “Bia”, que seria um dos que confrontaram com a PM. Com ele, estava Marcos Oliveira dos Santos, o popular “Meloso”. Foram apreendidos frascos com óleo vegetal e seringas, questionados sobre a procedência, informaram  que era fruto de saques a caminhões acidentados na “Serra do Cadeado”, próximo ao “Bairro dos Franças”. Todos foram detidos, entre eles uma pessoa de nome “Maicon”, que seria o responsável pela fuga dos autores para Ortigueira. A Polícia de Faxinal, também divulgou boletim, informando que foi até a divisa com Mauá da Serra,  para dar apoio. Todos os detidos e materiais  apreendidos, foram entregues na Delegacia de Marilândia do Sul. Todos os acusados e que tiveram seus nomes citados, negaram que sejam quadrilheiros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário