terça-feira, 4 de julho de 2017

RESERVA - SEQUESTRO DE CRIANÇA

Investigador Ademir Brasil Filho, da cidade de Reserva,  disse acreditar que seja boato a suposta tentativa de sequestro de uma criança 
O Investigador Ademir Brasil, lotado na Delegacia de Polícia Civil, de Reserva, na região Central do Paraná, falou  no início da noite desta terça-feira, dia 04 de julho, com o repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau". Ele disse acreditar que  é boato o fato de uma criança ter sido vítima de tentativa de sequestro na cidade de Reserva. A primeira informação dava conta de que a mãe encontrava-se na na fila da Agência dos Correios com o filho no colo, o qual chorava muito, momento em que  chegou uma mulher estranha e tentou pegar a criança, dizendo que iria cuidar dela enquanto a mãe fosse atendida.  A genitora teria negado, duas vezes, entregar o filho, momento em que um homem, que estava na companhia da mulher, tentou pegar a criança a força. Diante da resistência, o acusado entrou em um carro e fugiu.  Segundo  Brasil, até a Polícia achou que pudesse ser verdade, porque um pessoa conhecida ligou na Delegacia  e disse que o fato teria ocorrido com sua prima, e que ela iria procurar a DP para registrar o Boletim, o que não ocorreu. Preocupado com a segurança da comunidade, o investigador foi até a agência dos Correios, e acessou as imagens no horário em que a suposta tentativa e rapto aconteceu, mas nada de anormal foi percebido.  "Como o desaparecimento de uma criança em Telêmaco Borba e com estes comentários que crianças estão sendo levadas, acredito que as pessoas fantasiam um medo tão grande, a ponto  de imaginar situações como esta que comentaram aqui na cidade hoje, mas tudo indica que foi um boato e não um fato verídico", disse Brasil.  Nossa reportagem continua acompanhando. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário