sexta-feira, 7 de julho de 2017

SEQUESTRO DE CRIANÇAS - BOATOS

Depois de tantas mentiras sobre sequestro de crianças, um artigo  enviado pelo 1° Ten. Emerson Castro, do 5° BPM. de Londrina, denominado  "A evolução da história do velho do saco", exemplifica bem o caso 
Depois da informação que uma criança de Telêmaco Borba, havia desaparecido, o que foi um fato verídico, ocorrido neste mês de julho, de 2017, os desocupados de plantão, aproveitaram a força das redes sociais para espalhar boatos que uma quadrilha internacional estaria agindo no Paraná. O pior é que inventaram inúmeros absurdos, como a história de um carro preto que estaria nesta ou naquela cidade. Nas minhas reportagens, Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, nem toquei neste assunto, porque é exatamente isto que os autores dos boates desejam, ou seja, repercussão. O pior, é que tem muita gente que acreditou e ainda saiu propagando a desinformação, como se ela fosse real e sem saber a fonte, um absurdo. Por isso, decidimos reproduzir este artigo, denominado: "A evolução da história do velho do saco". Vamos a ele: "Quando eu era criança minha mãe me contava que se eu fizesse arte, saísse na rua a noite ou cometesse qualquer outra travessura o maligno velho do saco me levaria embora. O Velho do Saco não passava de um mendigo velho, sujo e que carregava um saco nas costas e perambulava pelas ruas atrás de crianças sozinhas. E como era fácil de se ver mendigos o Velho do Saco começava existir. Este cruel Velho do Saco levaria as crianças raptadas para um além desconhecido e nunca mais seriam vistas. Estas histórias assustavam as crianças que correspondia a vontade pretendida pelos pais: torna-las obedientes. Hoje o velho do saco deu lugar aos sequestradores internacionais de crianças. Boatos de que um homem, ou um casal, em um carro prata (monza ou besta) chegam nas proximidades das escolas para espionar crianças e as convidarem para passear no carro. Curiosamente nenhum sequestrador teve sucesso com esta estratégia de convite. Mas eles têm se tornado reais em cada pessoa que estiver em um carro prata ou cinza e que passe próximo de escolas. Tudo isso devido ao medo das pessoas. Não são as crianças que se assustam mais com mentiras; são os pais que por receio acabam redobrando a atenção e os cuidados aos filhos. Estes boatos curiosamente surgem todos os anos e tem assustados e espalhado pânico nos pais. Apesar da polícia não ter registrado nenhum caso semelhante, de nenhuma testemunha real afirmar esse tipo de ocorrência, nem a imprensa ter divulgado, a população acaba difundindo mentiras sem fundamentos. Será que ainda alguém acredita no "acabou de ocorrer um roubo de um veículo onde os ladrões levaram um bebê de apenas dois meses que estava no interior do carro"? Com certeza tem gente que acredita e repassa essas mensagens. Não que estes fatos não venham ocorrer, mas se ocorrerem devem ser consultados e somente confirmados com fonte confiável (autoridade policial) para depois ser repassado o alerta. O número de pessoas assustadas é incrivelmente grande e se multiplica a cada mensagem repassada. Portanto, calma senhores pais! Não há nenhuma quadrilha querendo roubar seus filhos em Londrina. Mas isto não quer dizer que vocês não devam acompanhar e buscar seus filhos até a escola, que acompanhe suas amizades e o que eles estão visualizando na internet.Não quer dizer também que a velha e boa orientação do curitibanos não seja repassada aos seus filhos: Não fale com estranhos!" (Boa só para crianças. Os adultos devem conversar. Rsss) O diálogo com seus filhos sobre violência, drogas, sexualidade - muitas vezes tabu dentro dos lares - podem trazer esclarecimentos aos seus filhos e evitar tragédias familiares. CUIDE BEM DE QUEM VOCÊ AMA!❤" assinado, 1° Ten. Emerson Castro, da Comunicação Social do 5° BPM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário