terça-feira, 22 de agosto de 2017

APAES - “Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla”

Todos os anos a Rádio Nova Era, Vale do Ivaí e Blog do Berimbau, realizam uma série de entrevistas alusivas a “Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla” 


ENTREVISTAS - No link de vídeo, ouça entrevista com a professoras Irani Fitz e com a Eliane Aparecida Ribeiro Kimura, que é Fisioterapeuta da Apae de Borrazópolis

Todos os anos a Rádio Nova Era, Vale do Ivaí, e Blog do Berimbau, realizam uma série de entrevistas alusivas a “Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla”. Neste ano de 2017, a professora Irani Fitz, que é diretora da Escola da Apae, de Borrazópolis, fez a abertura, ao vivo, nos estúdios da emissora. Ela comentou sobre a importância dos eventos e atividades realizados ao longo destes sete dias, o que acontece também nas demais APAEs do Paraná. No link de vídeo, o leitor pode ouvir entrevistas com Irani, e também com Eliane Aparecida Ribeiro Kimura, que é Fisioterapeuta, sendo que a última falou sobre  Mielomeningocele, também conhecida como espinha bífida aberta, que é uma malformação congênita da coluna vertebral da criança em que as meninges, a medula e as raízes nervosas estão expostas. Para ouvir, basta clicar no link de vídeo. SOBRE A SEMANA - Segundo a Federação das APAEs, por meio da “Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla” são realizados debates que colocam a sociedade em reflexão no dever da igualdade para inclusão. Com base no tema: “Pessoa com deficiência: direitos, necessidades e realizações”, a Fenapaes tem como objetivo de quebrar tabus e vencer as barreiras da desigualdade, lutando pelos direitos das pessoas com deficiência, que têm a necessidade de apoio em diversas áreas: social, familiar, escolar, trabalhista e etc, para que a inclusão se torne efetiva e as pessoas com deficiência se tornem mais preparadas e amparadas diante das dificuldades da vida. A campanha "Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelctual e Múltipla 2017" acontece nos dias 21 a 28 de agosto, e a Fenapaes convidou todas as suas Apaes e entidades filiadas a mobilizarem seus estados e municípios a participarem dessa importante campanha para o Movimento das Apaes. Lembra ainda que a vida da pessoa com deficiência registra uma história de lutas e enfrentamentos. Enquanto no século XIX conviviam em instituições residenciais e sob os estudos médicos, o século XX, foi marcado pela desinstitucionalização de atendimentos dessa natureza e, ao mesmo tempo, pela institucionalização da educação especial, quando surgiram as escolas e classes especiais. Nos anos 70, sob a lógica “o deficiente pode aprender”, conforme Glat (2007), na busca pela efetiva participação da pessoa com deficiência no mundo educacional, a educação especial foi direcionada por outros princípios políticos, filosóficos e científicos, influenciam premissas básicas para suas ações. Nessa época, sob a lógica “o deficiente pode se integrar na sociedade”, buscava-se a oferta de ambientes menos restritivos para sua educação, o que influenciou os textos normativos e outros caminhos, até se chegar à atualidade, influenciada pelos princípios e diretrizes da inclusão social, que tem desdobramentos nas políticas públicas diversas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário