quinta-feira, 17 de agosto de 2017

CAMBIRA - GOLPE DO GÁS

Motorista de caminhão  da distribuidora da Ivaí Gás  é acusado  de entregar botijões com menos de 13 quilos. Ainda segundo a denúncia, ele furtava para encher outros cilindros vazios 

ENTREVISTA - No vídeo, ouça entrevista do Sargento Fabiano, ao Portal Paraná Ligado 

Uma situação de estelionato registrada em Cambira, chamou atenção. Segundo informações, o motorista de nome Sérgio, de 22 anos, que dirigia um caminhão Mercedes Benz, modelo 915 c, placas AQR-2210 de Curitiba, que pertencente a empresa Ivaí gás, é acusado de furtar, em média dois ou três quilos, de alguns botijões, antes que os cilindros chegassem aos estabelecimentos que fazem a venda para o consumidor. "É importante ressaltar que a Ivaí Gás,  era a vítima, assim como também o comerciante que recebia estes botijões com menos de 13 quilos e repassava para os seus consumidores", informou a Polícia. O flagrante ocorreu na Estrada do Coqueiro, Km 2, em Cambira. Segundo o Sargento Fabiano, denúncias eram feitas constantemente, informando que caminhões transportadores estariam fazendo transferência de carga entre botijões na referida estrada. "Nesta data, 16 de agosto, houve nova denúncia de que um caminhão de cor azul estaria no local e que de lá exalava forte odor. No endereço, abordamos a pessoa de Sérgio, o qual identificou-se como sendo responsável pelo caminhão da empresa Ivaí gás. Indagado, disse que estava apenas fazendo ajustes, Questionado acerca do local ermo em que se encontrava, afirmou que estava coletando sobras de cilindros para uso próprio. Com Sérgio, foram encontradas duas mangueiras com registros, que eram utilizadas para transferência do produto", informou o Boletim da PM. A Polícia fez contato com a empresa, e todas as providência foram tomadas. Vale ressaltar, que Sérgio negou o furto, e disse que apenas retirava o gás de cilindros já utilizados pelos consumidores.    NOTA DE ESCLARECIMENTO -   Segundo informações apuradas, o caminhão é  da Distribuidora que abastece Ivaiporã, e não tem ligação com a empresa de  São João do Ivaí, com filiais em Barbosa Ferraz, Iretama e Faxinal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário