quinta-feira, 17 de agosto de 2017

IVAIPORÃ - CULTIVANDO ÁGUA LIMPA

Programa Cultivando Água Limpa da Prefeitura de Ivaiporã é apresentado no 3º Seminário de Qualidade da Água em Foz

   O diretor do Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura de Ivaiporã, Jayme Ayres, participou do 3º Seminário de Qualidade da Água no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu, onde apresentou o programa Cultivando Água Limpa, que é mantido pela Prefeitura de Ivaiporã e gerido pelo Departamento de Meio Ambiente. O evento iniciou na terça-feira, 15 de agosto, e encerrou nesta quinta-feira, dia 17. A abertura contou com a presença da vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti; presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Rodrigo Sérgio Dias; diretor de coordenação da Itaipu, Hélio Gilberto Amaral; diretor técnico da Fundação PTI, Cláudio Osako; e o presidente regional da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento, Darci Ervino Schitz. O evento foi organizado pela Funasa em parceria com a Itaipu Binacional e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu. O objetivo é capacitar técnicos e professores sobre diversos tópicos como métodos de controle, tecnologias capazes de garantir a saúde pública, técnicas de reúso de água na agricultura, boas práticas em sistemas de abastecimento de água para consumo humano. Jayme Ayres, que apresentou o programa Cultivando Água Limpa, na terça-feira, dia 15, afirmou que o 3º Seminário de Qualidade da Água foi importante no sentido de mostrar boas ações ambientais executadas em Ivaiporã como modelo para todos os Estados do Brasil, especificamente para mais de 250 municípios. “Além de relacionar o trabalho com resultados não somente na área ambiental, mas também na área da saúde, uma vez que o encontro promovido pela Funasa está intimamente ligado à importância da água para a saúde humana”, disse. Segundo Jayme Ayres, após a apresentação, foram feitos alguns convites para proferir palestras em diversos Estados do Brasil referente ao programa Cultivando Água Limpa. “Dirigentes da Itaipu elogiaram o programa afirmando tratar-se de uma ação prática e de resultados positivos”, acrescentou o diretor. O evento reuniu técnicos municipais, estudantes, professores e representantes da Funasa – órgão ligado ao Ministério da Saúde e que responde pelas ações de saneamento em municípios com menos de 50 mil habitantes. A preocupação com a existência de água potável e segura para todos também faz parte dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável elencados pela Organização das Nações Unidas (ONU). Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma em cada três pessoas no mundo – cerca de 2,5 bilhões de indivíduos – ainda não têm acesso a serviços de saneamento básico e água potável. - Leia mais. (Assessoria de imprensa da prefeitura - Lúcia Lima)

Nenhum comentário:

Postar um comentário