quarta-feira, 16 de agosto de 2017

IVAIPORÃ - SAÚDE

Direção do HMI, ISBJ e Sociedade Médica de Ivaiporã debatem com prefeito sobre serviços não remunerados pelo SUS
O diretor do Hospital e Maternidade Ivaiporã (HMI), Orlando Sanchez Júnior, reuniu-se com o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, após dar entrada com pedido de descredenciamento do SUS (Serviço Único de Saúde) devido a dificuldades financeiras que o HMI enfrenta e da falta de apoio do Estado.  A reunião foi convoca pela Câmara de Vereadores para expor os problemas, e contou com apoio da direção do Instituto de Saúde Bom Jesus e da Sociedade Médica de Ivaiporã. “O prefeito Miguel Amaral e os vereadores irão tentar conseguir recursos que permitam o HMI dar continuidade aos atendimentos pelo SUS, que paga muito baixo pelos serviços”, explicou Orlando Sanchez Júnior, informando que determinados serviços que foram criados pelo SUS não são pagos.   Segundo Orlando Sanchez Júnior esse quadro pode ser revertido se houver vontade política do Estado. “Estamos à disposição para trabalhar, mas não sem remuneração pelo serviço prestado”, reforçou o diretor do HMI.  Celso Silva, diretor administrativo do Instituto de Saúde Bom Jesus de Ivaiporã (ISBJ), apoia a causa do HMI, “porque se o Hospital e Maternidade se descredenciar do SUS afetará o atendimento numa cidade que tem 35 mil habitantes – além da região. Ele lembrou que o HMI atende 16 municípios da região, bem como o ISBJ, que não tem estrutura física para assumir o atendimento que eventualmente deixaria de ser feito pelo HMI.   “A direção do Instituto de Saúde Bom Jesus espera que o HMI continue atendendo pacientes pelo SUS. Por isso, somos solidários e desejamos que seja encontrada uma solução perante o município, Estado e a União, para que o HMI não deixe de atender pelo SUS. Caso contrário, quem perde é a população”, declarou Celso Silva.  Esta semana, o prefeito de Ivaiporã irá a Curitiba e aproveitará para expor o problema ao secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto.   (Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Ivaiporã/Lúcia Lima)

Nenhum comentário:

Postar um comentário