quarta-feira, 20 de setembro de 2017

LUNARDELLI- Vigilância Sanitária apreendeu 520 quilos de queijo

          FLAGRANTE EM LUNARDELLI           
O produto era transportado em uma Caminhoneta de luxo que foi apreendida com suspeita de irregularidades na documentação

    Nesta quarta-feira, dia 20 de setembro, de 2017, a Vigilância Sanitária e a Polícia Militar de Lunardelli, enfatuaram a apreensão de cerca de mil queijos, que pesaram 520 quilos. O produto era transportado em uma Caminhoneta Hillux e acondicionado em caixas de papelão, totalmente irregular e sem condições sanitárias para consumo. A ação começou com um trabalho eficiente da Polícia Militar, que fez abordagem do veículo e constatou problemas na documentação. "A equipe de Lunardelli abordou o veículo na Avenida Duque de Caxias, sendo uma Toyota Hilux de cor branca e placas de Ibitinga/SP, mas na documentação, constava que ela deveria ser preta. Verificado também numeração de chassis e tudo estava normal. Foram realizados os referidos autos de infração pertinentes a situação, sendo que o condutor foi orientando quantos ao procedimentos cabíveis e liberado no local. Ele disse que era vendedor de queijos", informou a 6ª Companhia da Polícia Militar, de Ivaiporã, Antes da camioneta ser levada para o Destacamento, os responsáveis descarregaram o queijo em um pequeno comércio, espécie de Bicicletária, informação que chegou até a vigilância sanitário. O Inspetor Valtemir e a médica veterinária Fabiana, foram ao local, e constataram o armazenamento irregular e que os responsáveis pela carga, não possuíam nenhum carimbo ou documentação que atestasse a origem, qualidade e segurança dos queijos. O fato aconteceu no final da manhã, sendo que antes do final da tarde, os produtos foram levados para um aterro sanitário, para ser descartado. Segundo o Secretário Municipal de Saúde, de Luanrdelli, o Luiz Novais, foram adotados todos os procedimentos para destruição e soterramento do produto suspeito. Há informações que os acusados já fizeram a comercialização dos produtos em outras cidades da região, mas nunca foram incomodados por fiscais ou policiais, que reforça ainda mais a postura atenta das autoridades de Lunardelli. Eles traziam o queixo, a princípio, do interior de Minas Gerais. "É inadmissível esta situação, porque em Lunardelli cobramos do produtos rural, ou das pessoas em geral, que a comercialização de produtos, obedeça todas as regras sanitárias, e de repente chegam estas moradores de outras regiões e vendem produtos sem nenhuma procedência", informou Valtemir, da Vigilância Sanitária de Luanrdelli, ao repórter Berimbau. (Colaborou Emerson Silva). - Mais fotos no link abaixo











Nenhum comentário:

Postar um comentário