sexta-feira, 15 de setembro de 2017

AGRICULTURA - PARANÁ

Paraná deve alcançar cinco milhões e 400 mil hectares plantados com soja na próxima safra (2017/2018

         O governador Beto Richa participou nesta sexta-feira, na fazenda Esteirinha, em Goioerê, no Centro-Oeste do Paraná, da abertura nacional do plantio da soja 2017/2018. O evento tradicional é do projeto Soja Brasil e marca simbolicamente o início da nova safra. O governador comandou uma das plantadeiras e fez o plantio das primeiras sementes do Estado. Organizado pela Aprosoja, Associação dos Produtores de Soja do Brasil, Aprosoja Paraná e Canal Rural, o evento reuniu especialistas de diversos segmentos e mais de 500 produtores de soja do Paraná e de outros estados. Beto Richa comentou da honra em receber o evento. O Paraná é o segundo maior produtor e a estimativa é que a área de plantio seja ampliada em 3% nesta safra, passando de cinco milhões e 200 mil de hectares para cinco milhões e 400 mil. De acordo com o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, a soja é o principal ativo da economia nacional e paranaense. A abertura nacional do plantio é considerado o maior evento da sojicultura brasileira. Durante os dois dias são realizadas palestras, mesas redondas e debates sobre as perspectivas da colheita, calendário da soja, clima e política agrícola nacional com técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Somar Meteorologia, Embrapa, Projeto Soja Brasil e especialistas do Canal Rural. O presidente da Aprosoja Paraná, José Eduardo Sismeiro, destacou que o evento leva informação ao agricultor.     Apesar da ampliação da área, a projeção de produção na safra 2017/2018 em condições normais de clima é de 19 milhões e 500 mil toneladas, 2% menor que na colheita anterior. O plantio da soja no Paraná foi liberado no dia 11, quando encerrou o vazio sanitário estabelecido pela Adapar, Agência de Defesa Agropecuária do Paraná. O período de 90 dias sem o cultivo do grão ou da planta viva foi adotado para proteger a lavoura da ferrugem asiática, fungo que pode provocar perdas de 100% da produção. A partir de agora os produtores já podem iniciar o plantio das lavouras, que segue até 31 de dezembro. (Repórter: Gustavo Vaz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário