segunda-feira, 4 de setembro de 2017

APUCARANA - Polícia Ambiental flagra suposto dano ao meio ambiente

          Em Apucarana, foi registrada uma ocorrência de suposto crime ambiental no dia 03 de setembro, de 2017. Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar Ambiental, informou que em atendimento a denúncia recebida e informando desmate em área de preservação permanente, mais precisamente o corte de pinheiros de araucária,  próximo ao Córrego Cotegipe, uma equipe foi para o local. Ao flagrar o corte de pinus, o responsável disse que estava trabalhando na área desde meados do mês de julho, quando foi contratado para tirar todo eucalipto e pinus do terreno. Durante fiscalização,  não foi constatado corte de pinheiro araucária, entretanto foi observado o corte de pinus próximo a uma nascente, sendo que a água desta mesma nascente, forma um pequeno córrego que decanta no Cotegipe. Toda vegetação do pequeno riacho foi suprimida. Foram cortes em três pontos distintos, dos quais, dois deles, estão próximos ao córrego. Cem metros de extensão por trinta metros da margem, desapareceram, totalizando 3.000 (três mil) metros quadrados de vegetação suprimida. As toras estavam caídas dentro do córrego, quinze metros estéril. Vale ressaltar que a orientação é preservar 30 metros de margem de mata ciliar ao longo do curso da água, e deixar um raio de 50 (cinquenta metros) metros no entorno de nascentes. Como a desmate aconteceu no passado, foi orientado o IAP – Instituo Ambiental do Paraná, para adotar medidas cabíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário