domingo, 10 de setembro de 2017

APUCARANA - Tráfico e prisão efetuada pela PM de acusado de homicídio

O conhecido "Natanzinho" acusado de assassinatos foi preso em Apucarana com centenas de pinos de cocaína.  Um jovem de nome Jefferson também foi preso, ambos por tráfico 
          No sábado, dia 09 de setembro, a Polícia Militar prendeu Natan Inácio de Lima, o conhecido “Natanzinho”, de 21 anos, na Av. Mato Grosso com a Rua Castro Alves, no Jardim Ponta Grossa. Em seu boletim, a Pm informou que recebeu denúncia apontado que o foragido estava em um táxi (Renault/Sandero). Com a apoio da Guarda Municipal, o veículo foi localizado e em seu interior foram encontradas: Natanzinho”, que possui diversas passagens criminais, sendo dois mandados de prisão pelo crime de homicídio e por fuga da cadeia de Arapongas; e Roberto Rivelino Dolce, o “Zé Pequeno”, de 22 anos; o último desobedeceu a ordem de abordagem e tentou fugir do local, sendo contido. Em seu bolso havia um aparelho e R$ 150,00. O condutor do táxi afirmou que buscou a pessoa de Natan na Rua Alice Ribas nº 66, Jardim Ouro Fino, residência de Roberto, e estaria levando-os até a Rua Castro Alves, residência de Natan, o qual estava com dois aparelhos celulares, além de um molho de chaves. Na casa de Natan havia, no armário do quarto, 220 “pinos” cheios de cocaína e prontas para a comercialização, totalizando 195 gramas. Havia ainda uma sacola com 672 “pinos” vazios, dois rolos de papel alumínio para embalar entorpecentes, um rolo de papel filme transparente, um rolo de fita crepe marrom, além de 03 aparelhos celulares e diversos aparelhos objetos/eletroeletrônicos de procedência duvidosos. Natan disse que teria "segurado" os objetos em troca de entorpecentes. Na casa do Roberto Rivelino, no Jardim Ouro Fino, nada de ilícito foi localizado. OUTRA OCORRÊNCIA - Ainda em Apucarana, na Rua Castro Alves, 335, no Jardim Ponta Grossa, dois jovens foram detidos após denúncia que na residência localizada na Rua Emiliano Perneta 350, estava ocorrendo uma festa e que no ambiente a pessoa de Jéferson, que estava de moletom, estaria traficando no local. Ao diligenciar, na Rua Castro Alves, imediações do Centro de Atendimento a Mulher, quatro indivíduos  foram encontrados, um deles batia  as características informadas na denúncia; Ele tinha seis cigarros de maconha prontos para serem vendidos, um pino contendo cocaína, e R$ 950,00 em diversas cédulas e valores. Com os demais, nada de irregular foi encontrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário