sexta-feira, 1 de setembro de 2017

GRANDES RIOS - JULGADO

Acusado de tentativa de homicídio em Grandes Rios, foi julgado e condenado a cumprir pena em regime aberto 
 Leandro dos Santos Vitalino, o “Dêga”, de 26 anos, acusado de tentativa de assassinato, foi julgado neste dia 31 de agosto, de 2017, na Comarca de Grandes Rios. O motivo é que em 2014, na Av. Brasil, na frente da Lanchonete Styllus, ele agrediu, com golpes de faca, Aparecido de Souza Loreta, morador de Curitiba, mas que estava a passeio na casa de parentes em Grandes Rios.  Ao final do júri, que começou às 09 horas e terminou às 18 horas, com direito a  
réplica e tréplica, além do plenário que ficou lotado e cinco testemunhas ouvidas. Foi anunciada a pena de  
três anos e oito meses,
 regime aberto, mas o preso vai continuar na cadeia, porque responde a outros crimes e inclusive tem novo julgamento ainda em 2017. As demais acusações são: roubo e tentativa de homicídio.  Durante o julgamento,  
o advogado de defesa Dr Edineudes Batista e sua filha, a Dra Katiucia Batista, conseguiram vitória na 
 sentença de pronúncia, quebrando a qualificadora, que era por 
 motivo fútil, o que poderia acarretar em uma pena maior. SOBRE O CASO - s
egundo o que consta nos autos, no dia 24 de dezembro, de 2014,  o horário do delito foi a uma hora da madrugada, quando alguns rapazes se desentenderam com um primo da vítima, de nome Aparecido Loreta, de nome Luiz Carlos Loreta, dizendo que ele havia mexido com a namorada de um deles. Em meio a confusão, o "Dêga", comprou a briga, entrando em vias de fato com o Aparecido, que tentava amenizar a situação. O rapaz esfaqueado (Aparecido), disse ter recebido um golpe no abdômen e mesmo ferido, ainda conseguiu acertar um soco no rosto do acusado, que responde por pelo menos mais quatro tentativas de assassinato, uma delas ocorrida em novembro, de 2016, quando ele também esfaqueou uma pessoa que caiu no piso do açougue do Mercado Ducatão. JÚRI - O julgamento foi presidido pela Dra Vivian Hey Wescher; na acusação atuou  o promotor Carlos Eduardo de Souza, e na Defesa, como já citados, foram os advogados nomeados pelo estado:  Dr Edineudes Batista e sua filha, a Dra Katiucia Batista.


Veja entrevista com o Advogado Dr. Edineudes, antes do julgamento começar 


Nenhum comentário:

Postar um comentário