quarta-feira, 11 de outubro de 2017

ASSALTO - Assaltam em Faxinal e são presos em estrada de acesso a Mauá

Assalto praticado na Quitanda e Mercearia Sato de Faxinal, resultou na prisão de acusados. Em Mauá da Serra, também foram detidas três pessoas


    Por volta das 18 horas, de terça-feira, dia 10 de outubro, de 2017, três bandidos decidiram praticar um assalto em Faxinal. Eles invadiram, na Rua Eugênio Bastiani, a Quitanda e Mercearia Sato, também conhecida como Quitanda da Luísa.  Segundo as vítimas de 77 e 46 anos, que estavam no local,   dois indivíduos armados entraram no estabelecimento comercial  e trancaram todos em um banheiro. De um dos reféns, foi subtraída a quantia de R$1.280,00 e também promoveram agressões com coronhadas. Após consumado o crime,  os dois meliantes fugiram em um  Gol de cor bege modelo antigo, placas placas ABI-1287, que tinha como condutor um terceiro marginal.  Avisada, a Polícia Militar iniciou buscas e pediu apoio dos Destacamentos da região.  Pouco depois, a equipe de Faxinal, visualizou o Gol no km 04 da Estrada do Papuã,  uma via rural que dá acesso a Mauá da Serra. Foi pedido apoio para os Soldados Fernandes e Principato (Destacamento Mauá), que vieram ao encontro do carro em fuga.   Em um determinado ponto da Estrada, o motorista do Gol bateu contra árvores e na traseira de um trator  (maquinário agrícola)  que era conduzido por uma agricultor. Após o acidente, que resultou em danos,  as equipes de Mauá e Faxinal, conseguiram efetuar a prisão dos suspeitos, sendo o motorista Álisson  Neri Batista, de 24 anos, o passageiro Fernanda da Silva Oliveira, de 19 anos, e ainda um menor de 16 anos, que portava um  revólver calibre .32,  três munições de calibre  12. Um dos detidos usava tornozeleira.  No inteiro do carro havia  uma  “garrucha” calibre 12 carregada, uma bolsa feminina com documentos em nome de Maria do Rosário Cavalheiro Martins, um celular,   e o dinheiro: R$ 1.280,00, exatamente o montante roubado da Quitanda.   MAUÁ DA SERRA - Assim que as prisões ocorreram, os Soldados  Fernandes e Principato, de Mauá da Serra, constataram que Maria do Rosário, era uma morador da Vila Maria, em Mauá, já conhecida no meio policial e que recentemente houve uma operação no endereço  dela em busca de droga, local em que foi apreendida uma arma calibre 32. Os presos ainda alegaram que estavam morando na referida casa, que lá estava um foragido da Justiça e que foi neste local que eles pegaram as armas para praticar o roubo.  Foi pedido apoio a Rotam Faxinal para fazer uma busca na residência. Ao chegar nas proximidades, um homem saiu correndo, mas foi abordado dentro da  referida residência, o qual possuía em seu desfavor, um mandado de prisão revogado. Um segundo masculino, fugiu pulando muros.  Na varanda foi encontrado um cano de PVC contendo seis buchas de maconha, bem como grande quantidade de dinheiro trocado. Também foram localizados um estojo e uma munição calibre 22 dentro no furo de um tijolo do muro.   Em cima do sofá, havia sete  aparelhos celulares de origem desconhecida. Foram apreendidos ainda: uma espingarda de pressão modificada para calibre 22 e equipada com luneta,  touca ninja e uma máscara.  Ao final foram detidos: Valdecir Ferreira Fontoura, que tinha um mandado de prisão em aberto, assalto aos Correios em Londrina, mas depois se verificou que o mandado estava revogado, por isso ele foi liberado.  Detidos ainda André Roberto da Silva,  Luiz Fernando Martins e dana do imóvel: Maria do Rosário. Eles  foram liberados para serem ouvidos posteriormente, menos a dona da casa que ficou recolhida.  RESPOSTA - O Luiz Fernando, concedeu entrevista a Rádio Nova Era, repórter Ednaldo. Ele assumiu a propriedade da droga, dizendo que é usuário, mas negou tráfico. O Valdecir, afirmou que o assalto aos Correios foi em Londrina, mas que ele não deve mais nada para a Justiça.  Maria do Rosário e André, também negaram crimes.  EFICIÊNCIA - A ação das Policias  de Faxinal e Mauá da Serra, foi considerada eficiente e recebeu elogios da comunidade, principalmente de Faxinal, onde vários assaltos tem sido praticados.  Inclusive a Delegacia vai investigar se os detidos não tem envolvimento com os demais roubos praticados nos últimos meses.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário