quinta-feira, 26 de outubro de 2017

COBRANÇA - Taxa de lixo vai ser cobrada pela Sanepar em São Pedro

                       POLÊMICA - SÃO PEDRO                    
Moradores acusam a Câmara Municipal de aprovar taxa de lixo na conta de água na surdina. Vereadores negam e dizem que o tema foi amplamente debatido  
       Em São Pedro do Ivaí, a população acusa a Câmara de Vereadores, de realizar uma sessão secreta, ou pelo menos, sem que ninguém fosse avisado da pauta para aprovar a cobrança da taxa de lixo na conta de água (Sanepar). "Esses vereadores aqui deveriam ter vergonha de tomar essa atitude. As sessões normais eles transmitem na Rádio Comunitária e ficam dizendo que o povo tem que ir na casa de leis para acompanhar o trabalho deles, mas na hora de votar um projeto polêmica, que a população é contra, fazem uma reunião escondida, macumunados com o poder executivo, sem transmissão e jogam goela abaixo do povo essa cobrança", disse um morador revoltado, ao Blog do Berimbau. Em São Pedro do Ivaí, a casa de leis é formada: "Rildo da Padaria", do PMDB; "Pimba", do PMDB; "Marcos do Marisa", DEM; Newton Kajimura, do PSC; Maridelma, PSDB, "Turcão", do PRB; Andreia Cassoli, do PTB; "Rose da Farmácia", do PTB, e o presidente da Câmara, vereador Evaldo Domingues de Oliveira, o "Toco", do DEM, que é o presidente, e todos foram favoráveis. Por telefone, nossa reportagem falou com o Presidente, e ele disse que o projeto já foi aprovado há um mês e que não há motivos para polêmica. "Todas as nossas sessões são transmitidas, somente não é, quando a Rádio Comunitária tem algum problema ou prioriza eventos da Igreja, mas creio que a sessão foi transmitida sim", disse "Toco" ao Berimbau. Ele também afirmou que o IPTU, muitos não pagam e há imóveis que se quer são corretamente cadastrados, e na conta de água, é uma forma mais justa, porque todos vão contribuir. Disse também que o valor será pequeno, se comparado com o serviço que será prestado, é que esta é uma tendência.  Outra afirmação do vereador, é que desde a gestão de Regina Magri, a coleta é falha, principalmente pela falta de funcionários e o impedimento de contratar  novos servidores, por causa do índice da folha de pagamento. Outra informação do vereador, é que o prefeito pretende terceirizar a coleta

Nenhum comentário:

Postar um comentário