sexta-feira, 17 de novembro de 2017

MARILÂNDIA - Denúncia grave leva servidor público para Delegacia

O homem jura inocência, mas é acusado de estupro de vulnerável. A Polícia Civil disse que o caso ainda é investigado    
      Em Marilândia do Sul, a cidade ficou surpresa com um servidor público, de nome José Geraldo Paiva, que foi preso, em um cumprimento de mandado de prisão por "Estupro de Vulnerável". O motivo da surpresa é porque José Geraldo é considerado um cidadão simples, humilde e pessoa querida pela comunidade. Ele nega veementemente que tenha cometido tal crime. Nossa reportagem não conseguiu muitos detalhes do que consta na denúncia, mas segundo informações extraoficiais, ele teria sido acusado de abusar de uma criança, que é sua enteada. Há informações até de uma medida protetiva que afastava ele é a própria mãe da suposta vítima. Por questões de segurança, José foi levado para a Delegacia de Rio Bom, e nos próximos dias, com o resultado de alguns exames e também com o acompanhamento da menor, será possível definir com mais precisão, o que ocorreu. "Eu acho que ele vai provar sua inocência, por que  é um cidadão de bem. Sou amigo dele e tenho certeza que isto é uma calúnia", disse um pessoa que ligou para a nossa reportagem.   O repórter Ednaldo Henrique, do Sistema Pinga Fogo, está acompanhado o caso de perto, principalmente o resultado da investigação, que deve sair em breve. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário