terça-feira, 7 de novembro de 2017

POLÊMICA - Em Jardim Alegre, projeto do IPTU foi aprovado

A aprovação aconteceu em primeira discussão e o resultado foi 3 a 6.  Prefeitura alega que não se trata de aumento e sim de atualização da Planta Genérica  
        No dia 06 de novembro, de 2017, aconteceu na Câmara de Vereadores de Jardim Alegre, a primeira votação do projeto, de autoria do poder executivo, que eleva os valores do IPTU para alguns imóveis. A Prefeitura alega que não se trata de um aumento do imposto, e sim um projeto de lei, que versa sobre a Planta Genérica de Valores, na qual contém os preços do metro quadrado de cada rua e só pode ser alterada por lei. Esse valor é usado como parâmetro para a definição do IPTU. "O que estamos fazendo é uma justiça, ou seja, uma padronização do valor do IPTU para os proprietários de imóveis que residem na região central ou nos bairros, porque é injusto alguém que reside em um local mais afastado, pagar mais do que aquele que está no centro da cidade", diz nota divulgada pela Prefeitura. A primeira votação ficou 3 a 6, sendo três vereadores contrários a atualização: Roberto Andre, Lucas Braga e Geber Addi. E seis vereadores favoráveis: Moises da Farmácia; Sonia Campos; Alfredo Flores; Claudinei Ferreira; Maguila e Pinguinha. Um parlamentar que votou contra, disse que a justificativa de sua decisão, é porque o Brasil vive uma crise e Jardim Alegre, também, por tanto não seria o momento de implantar um aumento de impostos. Clique AQUI para rever entrevista uma matéria que com Márcio Rosendo, da Tributação, explicando detalhes do projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário