segunda-feira, 20 de novembro de 2017

POLÊMICA - Prefeito de Bom Sucesso baixou o próprio salário

                          CRISE AMARGA                        
O decreto reduz em 40% os salários do prefeito, vice e cargos em comissão. O chefe do poder executivo também anunciou festa a custo zero para os cofre públicos 
           O Jovem prefeito Raimundo Severiano de Almeida Junior, o "Raimundinho", do PSDB, concedeu uma entrevista exclusiva ao repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau", no dia 20 de novembro, de 2017.  Um dos temas, era anunciar a festa de aniversário da cidade  (63 anos), que o chefe do poder executivo conseguiu organizar a custo zero para o município e com um show nacional de "Carreiro e Capataz". Segundo ele, apesar da crise, a comunidade e o comércio estavam reivindicando um evento, o qual vai fomentar a economia local e o lucro será em beneficio do Asilo e da Apae. Mas além da festa, ele rebateu críticas da oposição, de que teria perdido o controle do seu governo de apenas 11 meses e de que estaria atrasando folha de pagamento.  "Realmente passamos por um momento difícil, assim como todas as prefeitura passam, por isso, demoramos cerca de 20 dias para depositar os salários, mas  apenas do  alto escalão, depois disso, o fizemos e os funcionários em geral, nunca tiveram atrasos", disse o prefeito. Ele também informou que baixou um decreto reduzindo o salário do prefeito, vice e dos cargos em comissão, em 40%, por 120 dias, podendo a medida se estender ou não.  "O nosso problema maior é o orçamento, porque trabalhamos com  o planejamento que a gestão anterior fez para nós, por isso, estamos impedidos de fazer qualquer tipo de empenho, que não seja a folha de pagamento.  Mas acredito que com as medidas que adotei, tão logo inicie o 2018, estaremos respirando mais aliviados e, tenho, certeza, vamos fazer um grande trabalho", afirmou o prefeito. 7 MILHÕES EM  CONVÊNIOS - O Prefeito também deu uma boa notícia, que mesmo com a crise, conseguiu, por intermédio de Artagão Junior e Evandro Junior (Deputados) assegurar 7 milhões em convênios. Destes, 3 milhões já estão  em conta para investimentos nas áreas de saúde e educação. Para saber mais, ouça o link de vídeo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário