sexta-feira, 10 de novembro de 2017

RIO BRANCO DO IVAÍ - PRISÕES

Investigação realizada pela Delegacia de Grandes Rios, após registro de um boletim feito pela Polícia Militar, três moradores do Assentamento Egídio Bruneto foram presos acusados de roubo e tortura  
     MAIS DETALHES     A Polícia de Grandes Rios, no dia 09 de novembro, quinta-feira, cumpriu mandados de prisão contra três pessoas no assentamento Egídio Brunetto, que fica na zona rural do município de Rio Branco do Ivaí. Segundo informações apuradas pelo Blog do Berimbau, a ação foi resultado de um bom trabalho de investigação que vem sendo realizado pelo Delegado Dr. Ricardo Mendes, responsável pela Delegacia Regional de Grandes Rios e sua equipe, mas que começou com a ação competente da Polícia Militar, de Rio Branco do Ivaí, que no final de outubro, de 2017, foi atender um ocorrência em que um menor acusou uma professora, bronca que levou a Polícia até os indivíduos presos no dia 09 de novembro. Os detidos são acusados de participação em roubos e até crime de tortura. Eles foram identificados por: José Augusto Rabelo, sendo que em sua casa também foram apreendidos alguns celulares; Álisson Moreira Antunes, que foi levado para a delegacia com dois facões e vários celulares; e por fim, o Alexandre Ferreira dos Santos. No endereço do último, foram apreendidas duas facas. Todos os acusados negaram participaram em crimes. REDE DE APURAÇÃO DOS FATOS - É importante ressaltar e reforçar mais uma vez, nesta ocorrência, o trabalho da PM, que recepcionou as "vítimas", registrou os fatos de forma impecável e encaminhou aos órgãos competentes acompanhando o andamento. Em seguida, o Conselho Tutelar de Rio Branco, que acompanhou a situação e realizou diligências e pedidos de ajuda as "vítimas". A Ação Social, de Rio Branco do Ivaí, que também fez a sua parte, assim como também o Ministério Público, que foi provocado e deu suporte para que os trabalhos pudessem ser realizados. E por fim, a Polícia Civil, que recebeu as informações primárias e fidedignas a ela encaminhada, dando andamento as investigações e buscou meios para realizar as prisões.  "Quando todos os órgãos estão alinhados na garantia de preservar o cidadão de bem, as ações acontecem. Parabéns a todos e que as investigações continuem e que os supostos  criminosos, caso fique provado o delito, sejam punidos com todo rigor da lei, de forma imparcial", diz nota que recebeu de seguimentos da sociedade, satisfeita com o trabalho realizado. 

Um comentário:

  1. eu sou do assemtamento egidio bruneto e não estou nem um pouco satisfeito achei revoltante leva os menino preso co tamto bandido solto ai um descaso um abuso de altoridada

    ResponderExcluir