sexta-feira, 24 de novembro de 2017

TRÁGICO - Criança de Borrazópolis faleceu em Apucarana

             IML APONTA CAUSA MORTE               
Uma bebê de dois meses, filha de uma casal de Borrazópolis, morreu em Apucarana. Família suspeita de uma vacina, mais IML apontou Encefalite Aguda 
ENTREVISTA - Ouça entrevista com a mãe, no link de vídeo concedida antes do resultado do IML
Segundo o repórter Rodrigo Almeida, do Sistema Pinga Fogo, o  IML - Instituto Médico Legal, de Apucarana, apontou, inicialmente, que foi encefalite aguda, que é uma inflamação do cérebro, geralmente causada por infecções virais ou bacterianas, que provocou a morte da criança de dois meses em Apucarana. Segundo especialistas, raramente se fala de infecção no cérebro, mesmo que infecções em várias outras partes do corpo sejam normais. Isso acontece porque o cérebro é extra-protegido pelo sistema imunológico, o que faz com que infecções nesse órgão sejam bastante raras, mas não significa, entretanto, que todos estão a salvo: bebês, crianças e pessoas com o sistema imunológico enfraquecido ou comprometido são grandes candidatos, sendo que estes também são os grupos que mais sofrem sequelas. A inflamação pode ser desencadeada tanto pela infecção direta de um microrganismo no cérebro quanto como uma resposta à infecções em outros lugares do corpo. No link de vídeo, ouça entrevista com a mãe da criança, a jovem Gabriela Maria da Silva, que mesmo chocada com o fato, aceitou falar a nossa reportagem (Blog do Berimbau). Ela disse que há dois meses, foi morar em Apucarana, com seu marido Wellington, e que o casal tinha uma filha, a linda Damaris Gabriely (Dois meses de vida). Na segunda-feira, dia  20 de novembro, de 2017, foi até um Posto de Saúde, do Bairro onde estava residindo em Apucarana, para aplicar uma vacina prevista dentro do cronograma que exige o Ministério da Saúde, mas que após receber a dose, percebeu que a filha começou a apresentar sintomas estranhos, entre eles, febre alta e vômito. A situação foi agravado, até na madrugada de quinta-feira, dia 23 de novembro, a situação se agravou. "Eu passei à noite acordada por causa da febre. Por volta das 05 horas da madrugada, acionei o Samu, por que percebi que ela já estava com convulsão, mas até o Samu chegar, minha filha morreu", disse a mãe. Ela informou, antes do resultado do IML,  que  juntamente com o marido, eles estavam buscando uma explicação convincente para o caso.  Gabriela é filha de Wilson e neta da senhora Olendina, pessoas muito conhecidas em Borrazópolis. VELÓRIO - A família decidiu velar o Corpo na Capela Mortuária em Borrazópolis, e sepultamento na sexta-feira, dia 24 de novembro, às 10 horas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário