quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

BISPO DOM CELSO - ARTIGO

No artigo deste mês de dezembro, de 2017, o Bispo Dom Celso abordou o seguinte tema: "Ação de Graças pelo ano que passou"
Apucarana, 01 de dezembro de 2917
"Cantai ao Senhor um cântico novo. Cantai ao Senhor, terra inteira. Cantai ao Senhor e bendizei o seu nome, anunciai cada dia a salvação que ele nos trouxe. Proclamai às nações a sua glória, a todos os povos as suas maravilhas" (Sl 95, 1-3).  Eis que vislumbramos mais um ano que se vai encerrando. Um tempo favorável, inteiramente à nossa disposição, para vivenciarmos os sentimentos natalinos. Um tempo essencialmente de ação de graças que nos faz renovar a esperança de um mundo novo porque Jesus, o Verbo Eterno do Pai está no meio de nós. Ele é o Emanuel, Deus-Conosco, aquele que salva. Jesus não é uma “ideia ou essência abstrata; ele está perto de todos aqueles que se sentem perdidos, mortificados, feridos, desanimados, abatidos e amedrontados; perto de todos aqueles que, na sua carne, carregam o peso do afastamento e da solidão, para que o pecado, a vergonha, as feridas, o desconforto, a exclusão não tenham a última palavra na vida dos seus filhos” (Papa Francisco).  A Igreja no Brasil, no período de 26 de novembro de 2017, Solenidade de Cristo Rei, a 25 de novembro de 2018, estará celebrando o Ano do Laicato. Com o tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na Igreja em saída, a serviço do Reino” e o lema: “Sal da Terra e Luz do Mundo”, conforme Mt 5,13-14, vamos todos cultivar a mística do apaixonamento e seguimento a Jesus Cristo. Sim, toda a Igreja deseja que seus filhos e filhas se tornem, sempre mais consistentes e, fervorosamente, verdadeiros missionários na família, no trabalho e onde estiverem vivendo o seu dia a dia.  Segundo o Santo Padre, é urgentemente necessário fazer crescer “a consciência da identidade e da missão dos leigos na Igreja”. Que esse ano sirva para estimular a presença e a atuação dos cristãos leigos como “sal, luz e fermento” na Igreja e na Sociedade.  Que o Ano do Laicato nos ajude a reconhecer o vasto trabalho evangelizador de tantos leigos e leigas e que, por todos nós motivados, desejem aprofundar ainda mais sua identidade, vocação, espiritualidade e missão. E jamais se cansem de “testemunhar Jesus Cristo e seu Reino na sociedade”.  Por ocasião do Natal, invoco a Deus pedindo-lhe que derrame abundantes bênçãos sobre todas as famílias. Contemplando o nascimento de Jesus na pobre gruta de Belém, e iluminados pelas sábias exortações da Igreja, desejo que sua vida seja incentivada a progredir sempre mais nos valores do Evangelho! Que o Menino Jesus, reclinado no interior de seu coração, envolva seus corações na paz, na serenidade e no amor. Pela ação santificadora do Espírito Santo, sintam-se todos chamados a levar o testemunho de Jesus Cristo em todos os ambientes e a ser fermento do amor de Deus na sociedade. Aproveito para manifestar aqui, minha gratidão a todas e a todos, por infindos trabalhos pastorais, realizados com zelo e ardor missionário.  Com a Mãe de Jesus, cheia de fé e de graça, luminoso exemplo de mulher solícita e laboriosa, caminhemos como discípulos missionários de Cristo, fazendo tudo o que ele nos propõe, especialmente vivendo em profunda comunhão eclesial.  Feliz Natal! E que todos, no próximo ano, tenham uma vida repleta de bênçãos, saúde e muita paz!  - Escrito por  Celso Antônio Marchiori, Bispo de Apucarana. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário