terça-feira, 5 de dezembro de 2017

ESTUPROS - Dois casos de abuso sexual em Apucarana e Bom Sucesso

Em Bom Sucesso, a Polícia investiga abuso sexual contra uma menor de 09 anos. Em Apucarana, menor grava padastro em ato estupro praticado contra ela 
BOM SUCESSO -  A própria mãe, procurou a Polícia no dia 04 de dezembro, para registrar o boletim. "A mulher possui uma filha de 9 anos, e disse que seu ex-sogro havia tentado abusar da criança, quando ela ficou sozinha com ele há mais ou menos vinte dias atrás, dizendo que era para a menina tirar a roupa e começou a passar a mão nas partes íntimas da vítima, a ameaçando-a que iria bater nela se gritasse ou contasse para alguém. O ato só teve fim quando a criança conseguiu sair para perto do pai que se encontrava do lado de fora da residência, porém a menor não falou nada por estar com muito medo", informou a Polícia. O caso é investigado. APUCARANA - Em Apucarana, no dia 04 de dezembro, na Rodovia PR-444 km 27 na Caixa de São Pedro, foi preso um homem de 49 anos. A equipe foi acionada a comparecer no Sítio Gramados Santos, onde segundo informações, uma adolescente, de 16 anos, teria sido abusada por seu padrasto. Ela disse que vem sendo abusada desde os 15 anos de idade. Indagada sobre por que não denunciou, respondeu que sofre diversas ameaças do homem, que dizia a mataria e também a sua mãe, que alcoólatra, inclusive o padastro aproveitava para embriagar a mulher para que ela não percebesse nada dentro da casa. "No dia 03 de dezembro, por volta das 16 horas, a vítima estava na cama ouvindo música no celular, quando o autor deitou ao seu lado a começou a se masturbar, momento no qual a vítima fingiu continuar ouvindo música e gravou a cena com o celular. Ato contínuo, o autor novamente deitou ao seu lado e começou a se esfregar na vítima, passando a se masturbar novamente e tornou a ameaçá-la de morte. Diante dos fatos, e da acusação grave, foi dada voz de prisão ao autor, que acabou conduzido até a 17ª SDP, para serem tomadas as devidas providências", informou a PM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário