quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

CALIFÓRNIA - Polêmica envolvendo prefeito e Apae do município

                   CALIFÓRNIA - POLÊMICA              
Prefeito "Paulinho Moisés" é acusado de perseguir a atual diretoria da APAE e exigir pagamento de contra partida para entregar Van doada para a instituição
             O Prefeito Paulo Wilson Mendes, mais conhecido como "Paulinho Moisés", do PP, de Califórnia, está sendo acusado de promover uma perseguição contra a APAE, instituição que já presidiu e que é considerada importante e essencial pela comunidade do seu município. As informações chegaram ao repórter Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau", após uma denúncia anônima de um cidadão: "Meu amigo Berimbau, sabemos que você é um repórter investigativo e que tem coragem de denunciar o que os políticos e poderosos fazem de errado contra as pessoas mais humildes e também contra as instituições que prestam serviços a sociedade. Em Califórnia, quem diria..., um ex-presidente da Apae, se torna prefeito e um dos seus primeiros atos foi perseguir a entidade. Vou revelar apenas um ato dele. A Apae ganhou uma Van, que foi doada via prefeitura por um deputado (Edmar Arruda), e para entregar o veículo, o senhor Paulo quer cobrar vinte mil de contra partida, um absurdo", disse o denunciante. Nossa reportagem tentou falar com a diretoria da instituição, mas não conseguimos retorno. Segundo fontes, o fato já é sabido por todos. Fizemos contato com o prefeito "Paulinho Moisés", ele negou que seja um perseguidor, afirmando que realmente chegaram recursos para a compra do veículo, que será licitado em 23 de janeiro, de 2018, e confirmou que pretende realmente, cobrar a contra partida, se a APAE quiser ficar com a Van. "Veja bem, a Apae de Califórnia é dona de uma gráfica, que é uma empresa que presta serviços para a prefeitura; gastamos cerca de 10 mil ao mês com esta referida gráfica. Estou então propondo, que a diretoria pague esses 20 mil, parcelado mensalmente, com os lucros desta prestação de serviço", disse o prefeito. Em outras palavras, o chefe do poder executivo, quer que a APAE trabalhe de graça para a prefeitura municipal até pagar a contra partida. "Paulinho Moisés"  ainda afirmou  que quando foi presidente da instituição, a tornou autossuficiente,  pois além da gráfica, a APAE tem um salão de eventos que rende lucros, dando a entender que na APAE  de Califórnia, dinheiro tem de sobra. ESTAMOS DE OLHO

Um comentário:

  1. Tem que rir de ler uma coisa dessas.

    Isso como se essa Van, comprada com o dinheiro do convenio, pudesse ser usada para outra finalidade. Se vem de um convenio existe um plano de trabalho QUE TEM QUE SER CUMPRIDO. Se não for para a Apae a van vai ficar lá parada no pátio da prefeitura estragando?

    A Prefeitura consegue um convenio de uma van para a APAE e passa isso a APAE tem que pagar? Quem fez o convenio foi a prefeitura. Em nenhum lugar a APAE assinou contrapartida. Ninguem está aqui para discutir se ela tem capacidade financeira.

    Até porque, se fosse por capacidade financeira, esse prefeito aí que é reconhecidamente MILIONÁRIO deveria usar pelo menos o carro próprio para suas viagens, para ir a casa de seus filhos, para suas consultas médicas. Mas não, ele rouba do dinheiro do povo e usa o carro oficial como se fosse dele. E os milhões na conta....

    ResponderExcluir