domingo, 14 de janeiro de 2018

JANDAIA - Confusão em chácara termina em tiros e homem detido

O  homem  autuado foi acusado de usar dois revólveres para atirar em pessoas que estavam em uma chácara vizinha. Ele negou o crime  
            Em Jandaia do Sul, o dia 14 de janeiro, domingo, por volta uma hora da madrugada, foi marcado com uma confusão entre o morador de da Chácara Olivato, que fica no final da Rua José Pedro Riciardi e pessoas que ocupavam uma segunda chácara vizinha. As acusações são de ameaça, contrabando ou descaminho, disparo de arma de fogo e posse de arma de fogo. A Pm informou que na Rua Tancredo Neves, um indivíduo dirigindo um Corsa branco disse que foi vítima de disparo de arma de fogo quando chegava em uma propriedade, vizinha a Chácara Olivato, inclusive o tiro quebrou o vidro traseiro de seu carro. Logo chegaram solicitações de mais três pessoas que estava no local e também disseram ter sido vítimas de um homem armado. "Ao chegar no local, as outras vítimas disseram que ouviram os tiros e tentaram conversar com o acusado, contudo ele danificou o interfone com socos e subiu o muro efetuando mais alguns disparos que quebraram os vidros da residência. Também foi visto o homem sacar dois revólveres e efetuar disparos contra os solicitantes, os quais correram para dentro da casa da chácara e fizeram contato via 190", informou a PM. Ao chegar no local, o suspeito foi abordado, o qual se apresentou como advogado, mas não comprovou a atividade. Nada de ilícito foi encontrado com ele, e o homem negou qualquer crime cometido, mesmo foi reconhecido. Após buscas, nas proximidades, foi encontrado em uma moita de grama, próximo a piscina, um revólver marca Taurus calibre .38 Special com uma munição em seu tambor, e um porta algemas com uma algema e duas chaves. A arma foi reconhecida pelas vítimas. Em uma prateleira, foi encontrado um revólver calibre .22 marca Rossi com parte da numeração suprimida, e com munições e estojos de diversos calibres. Tudo foi levado para a Delegacia, sendo que um filho do detido compareceu no local e também disse ser advogado, mas não apresentou a certificação. Todas as providencias foram tomadas e os policiais também relataram desacato. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário