sábado, 10 de fevereiro de 2018

BORRAZÓPOLIS - Furto de peixe no Lago Municipal resulta em apreensão

Ilustrativa 
Um menor de 16 anos, foi apreendido por furto de peixe no lago municipal. Na cidade, outras ocorrência foram registradas 
         Um peixe de onze quilos, foi apreendido, já pronto para o consumo com um menor de 16 anos, no dia 09 de de fevereiro, de 2018. Segundo informações da PM, várias denúncias apontavam que o menor e um jovem estavam pescando no Lago Municipal, onde a pesca é proibida. Ao fazer patrulhamento, os soldados encontraram os suspeitos na Avenida Paraná, já quase chegando na Praça da República. O menor disse que iriam vender o referido peixe, por 100 reais. Ambos foram levados para Faxinal, mas segundo a Polícia Civil, apenas o menor foi autuado por furto. O jovem que estava com ele, de nome Lucas, negou participação no delito e foi ouvido apenas como testemunha.  Na mesma ocorrência, a PM flagrou um casal filmando a ação dos Policiais. Ao chama-lo para testemunhar o caso, os Policiais alegaram que houve desacato e ameaças, afirmando que marido e mulher teriam relatado  que tem influência e que iriam promover perseguições como transferência dos PMs. Na delegacia, o casal negou os fatos.   AMEÇA- Ainda em Borrazópolis, um morador, de 30 anos, da Rua Paulo Rocha Wiedemann, chamou a PM informando que seu vizinho tem uma Câmara de Segurança, que causa constrangimentos a ele, porque está direcionada para a sua data. No local, a PM constatou que Câmera não está filmando o terreno vizinho como informado. Todas as providências estão sendo tomadas.   INFRINGIU - Ainda, em Borrazópolis, por várias vezes a Pm tem autuado o dono da  Lanchonete Contêiner do Léo, por desrespeitar o horário de fechamento estipulado pela Lei Municipal, de Nº983/2011, datada de 15/07/2011, que é a meia noite, nas sextas-feiras e em horário de verão.  Uma pessoa ligou para a nossa reportagem, sem se identificar, dizendo  que a notícia não deveria ser divulgada porque fiscalizar ou autuar comércio, que supostamente esteja infringindo a lei do horário, é missão de fiscais da prefeitura e não da Polícia.   O boletim do destacamento informou que tal fato tem  gerado denúncias de outros comerciantes que alegam se sentirem prejudicados, já que segundo eles, o estabelecimento citado é o único que permanece aberto, após o horário estipulado e  não tem recebido as sanções determinadas pela lei municipal. 

4 comentários:

  1. É meu amigo na verdade não foi isso que aconteceu, o casal é de família idonea da cidade de Borrazópolis, não á crime de alguém filmar uma ação policial em via publica.

    ResponderExcluir
  2. Policiais masculino pra quem não sabe não pode revistar uma mulher, isso é contra a lei, poderia sim se estive uma autoridade feminina. Caso contrario a lei não dá direito a eles de revistar uma mulher....

    ResponderExcluir