terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

IVAIPORÃ - POLÊMICA

Blog do Berimbau tem acesso a carta de presos direcionada as autoridades de Ivaiporã e ao Delegado Dr. Gustavo Dante da Silva. A promessa é de rebelião, protesto e outros atos   

        Ouça entrevista com o Delegado Gustavo, no link acima       
Ouça também entrevista com as mães de presos 
           Ouça nos links de vídeo acima,  entrevistas com as mães de presos e também com o delegado Dr. Gustavo Dante, de Ivaiporã. Ele falou com o repórter Ronaldo Senes, o ":Berimbau", sobre a matéria em que familiares de presos disseram a nossa reportagem que tem percebido que o Delegado Dr. Gustavo Dante, tem lutado para que as condições da Cadeia de Ivaiporã sejam melhoradas, porque tal fato coloca em risco todos e tem prejudicado o ambiente de trabalho da Polícia Civil, mas as autoridades, que tem competência para, pelo menos, proporcionar condições humanas de sobrevivência, não tem tido a mesma dedicação, a começar pelo Governo do Paraná, que continua indiferente ao problema e toda vez que vem ao Vale do Ivaí, diz que sabe da situação sub-humana vivida pelos detentos, mas nada tem feito. O Blog do Berimbau recebeu uma carta, que foi escrita pelos presos. Nela, eles comentam sobre a falta de higiene, inclusive que vivem amontoados em um local sem ventilação, com paredes mofando e outros problemas. Ainda segundo familiares, a presos não condenados, que podem ser inocentados, mas vivem a mesma angústia. Também relatam a presença de pessoas soro positivo, diabético, idosos, portadores de asma e outras doenças, que podem não sobreviver, ou dependendo da doença, transmitir para os demais ou agravar o seu quadro clínico. O local tem capacidade para 32 detentos, mais no momento em que a carta foi escrita, havia 153 aprisionados. Vamos também destacar algumas frase que constam na referida carta: "A infiltração é tanta, que a água corre pelas pareces"; "O que está aconteceu com esta unidade se tornou constrangimento ilegal"; "Estamos apenas comunicando o Delegado, para não acontecer algo maior"; e "Esse é um grito de socorro". Na entrevista, o Dr. Gustavo disse que está ciente do problema e que o motivo da movimentação de familiares, é que algumas medidas foram tomadas, com a suspensão das visitas, procedimento que foi obrigado a tomar, porque havia muito barulho nas celas, o que fez acreditar que fosse uma tentativa de fuga. Como não houve acordo e os presos não pararam, foi acionada da equipe do SOE e as visitas e entrada de sacolas foram barradas. Para saber mais sobre as afirmações do Delegado, clique no link de vídeo e ouça entrevista que foi transmitida ao vivo pela Rádio Nova Era e pela Fanpage do Blog do Berimbau. E Familiares de presos agendaram um protesto em frente a cadeia pública neste dia 14/02/18, quarta-feira, que começaria a partir das 8 horas da manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário