quarta-feira, 11 de abril de 2018

BORRAZÓPOLIS - Acusado é libertado após matéria do Berimbau

                INOCENTADO DE ESTUPRO          
Após entrevista exibida pelo repórter Berimbau e outras informações apresentadas por advogado de de defesa, homem que chegou a ser acusado de estupro foi libertado 



No vídeo veja a revelação feita pelo marido da suposta vítima, inocentado o acusado
Nossa reportagem recebeu informações que foi posto em liberdade, no  dia 10 de abril, de 2018,  o senhor José Rocha, morador da Vila Santa. Desde que foi preso, em 28 de março, de 2018, ele jurava que era inocente e negava o abuso sexual contra a própria nora.  Além das diligências feitas pelo Delegado Dr. Antônio Sílvio Cardoso, de Faxinal e da estratégica de defesa apresentada pelo Advogado, o Dr. Jorge Cecere, de Borrazópolis, contrato pela família, um detalhe que ajudou a praticamente inocentar o homem,  foi a entrevista que o repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau", publicou com Leandro, conhecido como "Chula":     "Eu vim aqui para  dizer que minha mulher mentiu e está enganando todo mundo com a acusação de que meu padrasto a estuprou. Hoje, dia 04 de abril, de 2018, ela me disse que foi tudo uma mentira. Disse também que os ferimentos que apresenta no braço, foi ela mesmo que fez com um aparelho de barbear", afirmou Leandro.  Após a afirmação, nossa reportagem foi até a Vila Santa, onde reside a acusada, uma mulher de nome Adriana, conhecida como "Xuxa" e que já tem passagens pela Polícia.  Ao chegar na casa, ela  praticamente expulsou o repórter "Berimbau" e voltou a afirmar que tudo era verdade, e que nunca deu outra versão, ou seja, reafirmou que foi mesmo vítima de abuso.  Imediatamente fizemos contato com o Delegado, Dr. Gustavo Dante, que já estava na mesma linha de  investigação. Ele concluiu o inquérito sem indiciar o suspeito.  "O que estavam fazendo com o senhor José Rocha, era uma injustiça", disse um familiar ao vê-lo em liberdade. Também ficou constatada uma série de incoerências no depoimento da suposta vítima. "A entrevista ajudou a reforçar o argumento  que fizemos no pedido de liberdade do senhor José Rocha. Desde o início da acusação percebemos que  havia uma série de desencontros. Argumentamos a justiça que na dúvida, não se pode condenar alguém, porque há o grande risco de se cometer uma injustiça, por isso, mais cedo ou mais tarde, tinha certeza que o senhor José seria colocado em liberdade", disse o Dr. Jorge Cecere.  .   SOBRE O OCORRIDO - Conforme noticiamos, no dia 28 de março, de 2018,  um homem de 72 anos, de nome J. R. S. N., morador da Região da Vila Santa, foi preso em Borrazópolis, acusado de abuso sexual contra sua nora.  A ocorrência começou quando a Polícia Militar foi acionada. "Nossa equipe foi acionada para comparecer no Hospital Municipal, chegando no local, foi feito contato com uma mulher que passou a relatar que foi abusada sexualmente pelo padrasto de seu marido, e que os abusos aconteciam há dois dias. A vítima passou por exames médicos, nos quais foram constatadas lesões nos braços e pelo corpo. Após os levantamentos, os soldados foram até a Rua Rio de Janeiro, e o suposto autor foi  encaminhamento a 53º DRP - Delegacia Regional de Faxinal, caso que ganhou repercussão e reviravolta, conforme estamos divulgando. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário