sábado, 7 de abril de 2018

CASO LULA - Lula, o ex-presidente preso, chegou ao Paraná

 Chegada de Lula na PF em Curitiba (Foto do G1)
Lula chegando no Paraná 
Momento em que Lula se entregou a PF 
Comboio da PF levando Lula já preso 
No vídeo veja Live da Missa e do Discurso de Lula 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chegou em Curitiba, depois de uma tumultuada transferência rumo a Capital do Paraná. Segundo a imprensa da Capital, ele pousou no aeroporto Afonso Pena, às 22h01, de 07 de abril, de 2018. De lá, seguiu de helicóptero até a Superintendência da PF onde pousou às 20h28. Desde que saiu da sede do Sindicato, em São Paulo, todas as chegadas e saídas, do presidente,  foram marcadas por manifestos favoráveis e contrários a sua prisão. LULA SE ENTREGA - Conforme divulgamos, depois de uma primeira tentativa e de ser impedido por manifestantes, o ex-presidente Lula, no início da noite de 07 de abril, de 2018, conseguiu se entregar a Polícia Federal. Comemorações foram vistas nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro e outras pelo Brasil. A população fez alguns "panelaços" e fogos de artifícios foram lançados, mas também houve manifestações favoráveis ao petista desde que ele chegou a sede do Sindicado. O comboio saiu do local com a programação de levar o político para a sede da Polícia Federal em São Paulo, fazer exame de corpo de delito, seguir para o Aeroporto de Congonhas de helicóptero, onde um avião foi preparado para transportar o ex-presidente até Curitiba. No vídeo acima, há uma live transmitida ao vivo pelo Facebook do Partido dos Trabalhadores. Nela é possível assistir parte da Missa em homenagem a ex-primeira dama Marisa e também o discurso de Lula e de outros partidários. Segundo o Portal G1, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, discursou em frente à sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo Campo, negando os crimes pelos quais foi condenado, e disse que iria se entregar e provar sua inocência. Ele saiu do prédio para participar de um ato religioso e falou pela primeira vez desde sua ordem de prisão, expedida na quinta-feira (5). Lula afirmou que está agindo de forma "consciente". "Mas muito consciente. Eu falei para os companheiros: 'Se dependesse da minha vontade, eu não iria. Mas eu vou'. Eu vou porque eles vão dizer a partir de amanhã que o 'Lula está foragido', que o 'Lula está escondido'". Depois do discurso, Lula voltou ao prédio do sindicato. Para o ex-presidente, haverá continuidade após a prisão que ocorreu no início da noite. "Minhas ideias estão pairando no ar, não há como prendê-las. Quando eu parar de sonhar, eu sonharei pela cabeça de vocês. Não adianta achar que tudo vai parar quando o Lula enfartar, o meu coração baterá pelo coração de vocês. Por milhões de corações. Não adianta acharem que vão fazer com que eu pare, eu não pararei porque não sou mais um ser humano. Eu sou uma ideia", disse. Lula também pediu que que o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em 1ª instância, mostre alguma prova contra ele e disse dormir com a consciência tranquila. "Eu não tenho medo deles, eu até já falei que gostaria de fazer um debate com o Moro sobre a denúncia que ele fez contra mim, gostaria que ele me mostrasse alguma prova. Qual o crime que cometi neste país? [...] porque sonhei que era possível governar esse país envolvendo milhares de pessoas pobres na economia, dar vagas nas universidades e empregos para os pobres?", questionou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário