quinta-feira, 5 de julho de 2018

APUCARANA - Quadrilha que aterrorizava a cidade foi presa pela PM

Seis jovens são acusados de vários assaltos em Apucarana. Segundo o serviço de inteligência, pelo menos seis casas foram invadidas durante os crimes  
      Em Apucarana, a Polícia Militar, em uma operação considerada de sucesso, conseguiu prender seis indivíduos, apreender armas e objetos que foram roubados em pelo menos seis residências. A abordagem foi registrada, em vídeo e fotos, na Rodovia BR 376, em frente a empresa "Malas Fama", após um bom trabalho de investigação do Serviço de Inteligência do Décimo Batalhão. Segundo o repórter Rodrigo Almeida, da Rádio Nova Am, o bando vinha sendo monitorado e em um dos crimes, eles ameaçaram cortar o dedo de um criança, caso a mãe não informasse onde estava o dinheiro. Neste dia 05 de julho, de 2018, data da prisão, o serviço de investigação tinha apurado que a quadrilha pretendia agir, mas não se sabia ao certo, se em Apucarana ou em Arapongas. Equipes ficaram atentas, até que no Parque Industrial Norte, foi percebido um veículo suspeito; houve acompanhamento tático, sendo que na fuga, os meliantes tentaram parar e dispensar uma pistola calibre 9 mm e uma arma de brinquedo (simulacro); sendo que ao chegar em frente a empresa Molas Fama, foi possível a abordagem. No carro havia: 07 eppendorf  (pinos) tamanho grande contendo substância análoga a cocaína;  21 eppendorf normais também contendo substância cocaína;  06 porções de maconha prontas para a venda; 01 tablete de  maconha (1,325kg);  01 tablete de pasta base  de  cocaína (1,025 kg);  01 pistola 9mm;  01 simulacro de pista e vários objetos, supostamente roubados que foram recuperados. Ao final da operação, os presos foram identificados por: Raul Ferreira Vieira, 24 anos; Leonardo Ferreira Conrado, 27 anos; Marcelo Junior Lopes Teixeira, de 22 anos; Adam Felipe Jesus Pontes, de 24 anos; Bruno Trizotti Aguiar, de 22 anos; e Relinson Wallace Guedes da Rocha, de 27 anos (Grafia dos nomes pode sofrer alterações).  DEFESA - Os acusados negaram a prática dos crimes e disseram que vão provar inocência, apesar das evidências informadas pela Polícia Militar.  (Fotos de Rodrigo Almeida) 

Um comentário:

  1. Tudo marginal, na hora de aterrorizar eram os bons, agora que devem ter tomado uns tabefes e virar menininhas na cadeia falam que são inocentes, a casa caiu, drogas armas e ojetos roubados, a PM PR de Apucarana deveria meter bala que nem os de mta fizeram e mandem esses vermes para vala. A POPULAÇÃO PARANAENSE AGRADECERIA DE CORAÇÃO

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.