terça-feira, 10 de setembro de 2019

MARILÂNDIA - Laudo da tragédia que matou quatro soterrados em Marilândia

            O Instituto de Criminalística concluiu nesta segunda-feira (9 de setembro, de 2019), o laudo sobre o soterramento que matou quatro operários na cidade de Marilândia do Sul-Pr. Vários portais de noticiais, destacaram a divulgação do Laudo, como por exemplo o portal da TV Ric-mais. De acordo com o documento apresentado, a tragédia poderia ter sido evitada e os proprietários do sítio não seguiram as normas de segurança. Além disso, a obra não contava com um projeto de engenharia, muito menos um engenheiro responsável. Dos quatro mortos, três eram da mesma família. Um homem acabou sobrevivendo após ficar mais de duas horas soterrado. Clique aqui para ver entrevista com o sobrevivente, de nome Ederson Teles Proença. As investigações do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) já apontavam preliminarmente que as obras no sítio em Marilândia do Sul, eram irregulares. Com a apresentação do laudo do Instituto de Criminalística, foi comprovado que a morte de quatro operários poderia ter sido evitada. O documento esclarece que não havia nenhuma condição de segurança nas obras da tubulação para irrigação de um sítio. As valas, de aproximadamente quatro metros, não possuíam nenhum tipo de escoramento, nem escadas ou rampas para a saída dos operários em caso de acidente. Além disso, como não havia um projeto de engenharia, nenhum engenheiro foi identificado como responsável pela obra. Os proprietários do local podem ser indiciados. Clique aqui para rever matéria da tragédia. VÍTIMAS - Faleceram Igor Daniel da Silva, de 17 anos; Jonas Benedito Lopes, de 31 anos; Josimar Pereira de Souza, de 23 anos; e Valdeir Barbosa, de 38 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA