quarta-feira, 28 de junho de 2017

BERIMBALADAS - Beto Preto pode promover racha histórico na AMUVI

Prefeito de Apucarana está prestes a um legado negativo, o que pode enfraquecer a Associação de Municípios do Vale do Ivaí, que conta com 26 municípios associados
O prefeito Beto Preto, de Apucarana, negou, quando de sua eleição para presidir a AMUVI – Associação dos Municípios do Vale do Ivaí, no final de 2016, que sua intenção era apenas se projetar para uma candidatura a deputado. Torcemos para que esta não tenha sido mesmo a meta do atual presidente, porque a repercussão pode ser negativa para o seu objetivo de se fortalecer como uma das principais lideranças da região. O motivo, é que está sendo costurado, um racha histórico da AMUVI, e que, supostamente, conta com apoio de, pelo menos, metade dos prefeitos, principalmente os que queriam Fábio Hidek, de São João do Ivaí, como presidente. “Se os prefeitos tivessem espírito de rivalidade, deveriam esvaziar as reuniões ordinárias da AMUVI, porque Beto Preto, era presença rara nos encontros, quando ele não era presidente”, desabafou um prefeito ao repórter Ronaldo A. Senes, o “Berimbau”. Sobre o racha, ninguém assumiu ainda, que é o “pai da criança”, mas a ideia tem sido crescente. Segundo o Prefeito Miguel Amaral, de Ivaiporã, a realidade dos municípios, conhecidos como do lado de baixo do Rio Ivaí, é diferente dos demais; inclusive ele acredita que uma associação, com cerca de 10 municípios, teria mais resultado e seria mais objetiva, da mesma forma, os demais prefeitos que permanecessem na AMUVI, também teriam mais objetividade. Há quem acredite que o racha só se fortaleceu porque “Beto Preto” não é sinônimo de união e nem de unanimidade entre seus pares. Já o Prefeito de Apucarana, nega que esta divisão esteja em curso e, muito menos, que tenha provocado o descontentamento dos colegas. Para ele, a Amuvi nunca esteve tão unida. Se tudo o que afirmamos acima vai acontecer ou não, só o tempo dirá, façam suas apostas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário