sábado, 11 de fevereiro de 2017

GREVE DOS PROFESSORES

APP - Sindicato decide em assembleia que a Greve será a partir de 15 de março.  Mudanças na distribuição de aulas foram os motivos alegados
A APP-Sindicado decidiu pela greve, mas após 30 dias do início do ano letivo de 2017, que começa neste dia 15 de fevereiro. Sendo assim, em 15 de março, o movimento começa em todo Paraná. "O governo tem sido taxativo com a sua interpretação sobre o direito à hora-atividade e sobre a necessidade de punir educadores doentes e a categoria irá responder à altura: dia 15 de março começa a greve geral nacional dos professores e funcionários da educação", diz nota divulgada pelo Sindicado, logo após a assembleia realizada em Maringá, neste dia 11 de fevereiro. Até o começo da grave, a categoria está em “Estado de Greve”, o que significa que, neste período, realizará um calendário de mobilizações chamado “Jornada de Luta e Resistência Rumo à Greve da Educação”. Para a categoria, este é o momento estratégico de dialogar com a comunidade escolar, com as lideranças locais e regionais e também o momento de eleição dos representantes escolares nas escolas. GOVERNO DIZ LAMENTAR - Veja nota publicada pelo Governador no site oficial - "Governo do Estado lamenta a decisão do sindicato dos professores, que prejudica mais de um milhão de alunos da rede pública estadual do Paraná e suas famílias. As últimas paralisações deixaram prejuízos próximos a R$ 100 milhões, em contratações de temporários para reposição de aulas, merenda estragada e transporte escolar fora do período letivo tradicional. A Secretaria de Estado da Educação ressalta que as resoluções que tratam da distribuição de aulas têm amparo legal e que o Estado implantou as promoções e progressões em janeiro, conforme acordado com a categoria e, portanto, não vê necessidade de paralisação. Conforme já anunciado, as faltas serão lançadas quando iniciar a greve", diz nota.  Clique aqui para ver o calendário de atividades estabelecido pela APP - Sindicato, até o início da greve. 

2 comentários:

  1. È LAMENTAVEL QUE PROFESSORES QUE GANHAM TÃO BEM SÓ VIVEM FAZENDO GREVES , HR ATIVIDAS DE 7 HRS É MUITO MESMO .SOU favor do governo e os pais de alunos tem que revidar ,pois quem ta perdendo com isso são os alunos.Agora a pergunta será que os professores tão pensando nos alunos?????

    ResponderExcluir
  2. Fácil falar quando seus direitos não estão sendo violados por um governo em formato ditatorial. A briga dele é declarada contra os professores, não se pode generalizar falando dos professores, quem em sua maioria fazem com exelência sua profissão em meio ao caos instalrado hoje em dia. E não, professores não ganham tão bem assim, pois a profissão a qual deve formar cidadãos e profissionais de todas as áreas não tem recebido o devido respeito e valor. No decorrer dos anos a qualidade caiu devido a falta de investimentos na educação, escolas caindo aos pedaços reformadas (maquiadas apenas), tão logo fica nítido que a preocupação do governo não é a formação de cidadãos pensantes, tão logo que não pensa no aluno e o governo.

    ResponderExcluir