sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

PARANÁ - SUPER COLHEITA

Paraná pode colher 19 milhões de toneladas de soja, a maior safra da história
A intensificação da colheita de soja está revelando produtividades surpreendentes no Paraná e a Secretaria estadual da Agricultura e Abastecimento reavaliou a expectativa de produção para a soja, da safra 2016-2017. A previsão de recorde, que apontava para uma colheita de 18,3 milhões de toneladas, foi estendida para 18,6 milhões, com potencial de superar os 19 milhões, volume nunca antes colhido no Estado. Com essa reavaliação para a soja, o Deral, Departamento de Economia Rural estima uma colheita de 23,6 milhões de toneladas de grãos para a safra de verão, volume 16% acima do ano passado, quando foram colhidos 20 milhões e 250 mil toneladas no mesmo período. Para o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, essa expectativa de produção é excepcional, baseada no aumento da produtividade em função de um clima extremamente favorável e aplicação de tecnologia por parte do produtor.   O clima, com um inverno mais rigoroso, no ano passado, contribuiu para a redução de pragas e doenças para quase todas as culturas este ano. E com a regularização do clima no período de colheita, o rendimento está acima da média. Foi plantada uma área de cinco milhões e 250 mil hectares de soja e cerca de 31% dela já foi colhida. A produtividade do milho também está surpreendendo. A colheita já avançou sobre 14% da área plantada na primeira safra, com produtividade em torno de 9.400 quilos por hectare, superior ao rendimento inicial máximo previsto que era de 9.200. A colheita da primeira safra de feijão está praticamente concluída, com uma produção 23% acima do ano passado, também revelando alta produtividade. Este ano, foram colhidas 361.644 toneladas de feijão na primeira safra, contra 293.833 toneladas em igual período do ano passado. A área plantada cresceu 7%. Ao contrário dos demais produtos, a oferta de mandioca será menor este ano. O Deral prevê uma colheita de dois milhões e 820 mil de toneladas, cerca de 22% a menos que no ano passado, quando foram colhidas três milhões e 630 mil toneladas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário