quinta-feira, 30 de março de 2017

ASSALTO - Bandidos armados de Fuzil agiram na Serra

"Quadrilha do Fuzil" atacou  carro-forte entre Mauá da Serra e Ortigueira. O veículo de transporte ficou com marcas bala. A BR 376 foi interditada por causa de explosivos, mas liberada no início da noite

Por volta das 11 horas da manhã de quinta-feira, dia 30 de março, de 2017, houve uma tentativa de assalto ousada e cinematográfica na BR 376 entre os kms 303 e 321, região de Mauá da Serra a Ortigueira. A primeira informação era de mais dez bandidos fortemente armados, que interceptaram um carro-forte e abriram fogo com armas de guerra: .50 e fuzil 762. Apesar dos danos provocados no veículo que transporta valores, que ficou com marcas de bala, o dinheiro não foi levado. Os meliantes estavam em um Kombi equipada com arma .50;  um HB-20, e uma Amarok prata, que capotou durante a ação, após choque lateral com o carro-forte. Rapidamente eles tomaram de assalto um Cruze prata placas MIV 0148, de Santa Catarina que era ocupado por um casal e um bebê de um ano e sete meses, mas não foram levados reféns. O bando jogou miguelitos na Rodovia, que é uma espécie de cruz formada por pregos entrelaçados para furar pneus de carros tendo como alvo viaturas da Polícia e dificultando a captura. Mais tarde o Posto Rodoviário Federal divulgou uma nota informando a interdição da via. "Entre Mauá da Serra (PR) e Ortigueira (PR), na BR-376, do quilômetro 298 ao 321, em 30/03/2017, às 12h54, ocorreu interdição total de pista em ambos os sentidos, devido a explosivos abandonados sobre a via. O esquadrão anti-bombas foi acionado em Curitiba para fazer a detonação com segurança", diz a nota. Inclusive os explosivos estavam dentro de tubos de PVC e presos a barras de imã, o que indica que seriam presos na lateria do carro-forte para explodir o cofre. A via foi liberada às 18:40 horas.   O carro forte danificado parou em Ortigueira e uma operação especial tentava identificar e prender a quadrilha. Parte do grupo entrou na estrada da Fazenda R.R. Por volta das 19:00 horas, chegaram informações que o Cruze teria sido abandonado em Ortigueira. SUSPEITAS -   Há quem aposte que o Jean Ricardo Galian, o "Gordo" de 39 anos, que é um dos assaltantes do Banco Central de Fortaleza e que foi preso em Borrazópolis, após primeira abordagem em Mauá da Serra, possa ter ligação com a ação criminosa. Coincidentemente, no momento do assalto, a Polícia Civil de Faxinal, cruzava a BR 376, sentido Londrina, para onde o marginal foi transferido, antes de ser recambiado a São Paulo. 






Nenhum comentário:

Postar um comentário