terça-feira, 14 de março de 2017

CRUZMALTINA – Ladrões dão prejuízos a agricultores com furtos

Os meliantes tem aterrorizado a zona rural com a prática de furtos e em alguns casos chegam a inviabilizar a atividade do homem do campo
É comum agricultores reclamarem de furtos e roubos na zona rural de Cruzmaltina. Já houve relatos de pequenos produtos  rurais que tiveram que deixar o sítio, porque os furtos, principalmente de gado, inviabilizaram a atividade. Nesta terça-feira, 14 de março de 2017, quem procurou a Polícia Militar, foi o Osmar Coutinho de Castro, proprietário do sítio Boa Esperança, no Bairro da Palmeirinha. Ele contou que ladrões levaram 33 bandejas com mudas de tomate, causando um prejuízo de aproximadamente 4 mil reais. A vítima está oferecendo uma gratificação para quem der informações que levem a PM a recuperação dos produtos que foram levados. Qualquer detalhe, a pessoa deve ligar na delegacia mais próxima, no 190 ou no (43) 99913 - 1847, falar com o Renan de Castro, filho do produtor Osmar. Outro detalhe que chama atenção, é que os meliantes furtaram as bandejas de uma casa que estava sem morador, mas fica a menos de 10 metros da residência de um caseiro da propriedade. OUTRO FURTO – Na segunda-feira, dia 13 de março, no mesmo Bairro Palmeirinha, outro produtor informou que saiu de casa, às 15 horas, e só retornando na manhã do dia seguinte, quando constatou que pessoas arrombaram a porta de uma tulha e  furtaram 01 bomba utilizada na cultura de tomates da marca jato, uma outra  bomba de passar veneno de 20 litros, 03 sacos contendo pelo menos três marcas de agrotóxicos, o qual iria calcular a quantidade exata para informar a Polícia.  “Nós estamos pedindo socorro, porque toda semana há registros de furtos na zona rural de Cruzmaltina; não temos mais paz, pois além do medo de morar no sítio e ser atacado por bandidos, ainda existem os gatunos que na calada da noite ou até mesmo em plena luz do dia, levam tudo o que temos”, disse o agricultor de nome Antônio, que sensibilizou com as vítimas e que também já foi alvo de meliantes em 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário