domingo, 23 de abril de 2017

VIOLÊNCIA - MATO GROSSO

Nove assassinados em área rural de MT apresentam sinais de tortura, diz perícia

Os corpos dos nove trabalhadores rurais assassinados na área de Taquaruçu do Norte, a mais de 350 km da zona urbana de Colniza, município a 1.065 km de Cuiabá, apresentam sinais de tortura, segundo os técnicos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) que realizaram os exames de necropsia neste sábado (22 de abril). O crime ocorreu na quarta-feira (19), mas a polícia apenas tomou conhecimento do caso no dia seguinte, devido à dificuldade de acesso à área rural. O crime seria motivado por disputa de terras na região e foi cometido por um grupo encapuzado, segundo testemunhas. Uma força-tarefa foi montada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) no município para a investigação do crime. Segundo a perícia, todos os corpos apresentavam marcas de violência e sinais de tortura. Alguns dos corpos foram amarrados e outros decapitados, além de apresentarem marcas de enxadadas e facadas, não apenas de tiros. De acordo com a Polícia Civil, pelo menos duas vítimas foram assassinadas a golpes de facão e o restante por tiros de uma arma calibre 12. Os trabalhos da perícia foram realizados em um salão localizado ao lado do cemitério de Colniza. Oito das nove vítimas já foram identificadas, sendo que três delas seriam do estado de Rondonônia. Conforme a perícia, todas as vítimas são homens com idade entre 23 e 58 anos. A suspeita é de que o último homem ainda não identificado seja natural de Alagoas, mas a polícia aguarda o envio de documentos do estado para confirmar a identidade. FONTE: Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário