sábado, 27 de maio de 2017

SEGURO RURAL - CORTE

Ministério da Agricultura deve cortar 90% dos recursos para o seguro rural
A Notícia foi divulgada no Canal Rural, com a seguinte redação:  O Ministério da Agricultura deve cortar 90% do recurso previsto para o seguro rural em 2017.  Dos R$ 400 milhões aprovados inicialmente, a pasta terá apenas R$ 44 milhões para pagar subvenções aos agricultores de todo o país. O corte será anunciado em breve e vai impactar fortemente no setor agrícola. Com o contingenciamento feito pelo governo federal em março, o Ministério da Agricultura teve o orçamento reduzido em 45,6%, passando de R$ 2,215 bilhões para R$ 1,201 bilhão. O dinheiro usado para o seguro rural está dentro desse montante e não escapou do corte, apesar das críticas  de entidades do setor. A medida pode gerar problemas imediatos para agricultores e seguradoras.  A medida pode gerar problemas imediatos para agricultores e seguradoras. Muitos produtores estão na fila para receber a subvenção do Ministério da Agricultura, já que o sistema foi suspenso até a pasta definir qual orçamento terá para o seguro.  De acordo com fontes envolvidas na discussão, as apólices já somariam R$ 98 milhões. Com recurso limitado em R$ 44 milhões para todo o ano, a pasta não conseguiria honrar o que foi contratado até agora nem garantir novos seguros. “Os agricultores já contavam com esse dinheiro, não vão conseguir pagar sozinhos. E sem dinheiro do ministério, muitas seguradoras vão ficar paradas”, relatou uma fonte ouvida pelo     O Ministério da Agricultura não confirmou o tamanho do corte, mas admitiu que haverá redução nos recursos do seguro rural. Um dos responsáveis por essa área na pasta afirmou que está  tentando reverter a situação e que terá uma posição concreta até quarta-feira, dia 31. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) deve se posicionar na próxima segunda-feira, dia 29, sobre a situação. A intenção é orientar os produtores diante da perspectiva  de corte no seguro e como se adequar para preparar a próxima safra. (Leia mais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário