sábado, 12 de agosto de 2017

TRÁGICO - Ex morador de Borrazópolis é brutalmente assassinado

Um jovem da família Cruz Faleiros, de Borrazópolis, foi morto com requintes de crueldade em Macapá 

        Um ex-morador de Borrazópolis, de nome Rafael Cruz Garcia, de 32 anos, foi brutalmente assassinato em Macapá, capital do Estado do Amapá. Ele era gerente de uma das agências do Banco do Brasil, e foi localizado asfixiado dentro do seu apartamento. Rafael, nasceu em Borrazópolis, e era filho da Vera Cruz Faleiros, filha do conhecido "Milton Cruz" e da dona Dinora, do Bairro rural Salto Fogueira. Inclusive a mãe, Vera, estava em Borrazópolis, visitando os irmãos: Aguinaldo, Marinaldo e Cristiane Cruz Faleiros, quando recebeu a trágica notícia. A família do rapaz assassinado, reside há muitos anos em Campo Novo, no Mato Grosso, de onde o filho foi para Macapá, trabalhar como bancário. O Portal G1, da Rede Globo, divulgou a notícia do crime com a seguinte redação: O Gerente do Banco do Brasil Rafael Cruz Garcia, de 32 anos, foi encontrado morto com sinais de asfixia na manhã desta sexta-feira (11 de agosto, de 2017) no apartamento onde morava sozinho, no Centro de Macapá. As polícias Civil e Militar (PM) estão no local em busca de evidências. Agentes e militares chegaram até o apartamento após uma pessoa acionar o 190 depois de achar um carro na Rodovia AP-070, próximo a comunidade de Casa Grande, Zona Rural de Macapá. Ao levantarem informações sobre o veículo, foi detectado que o proprietário era o funcionário do banco. No apartamento, a polícia se deparou com o cadáver sem roupas em cima da cama e apresentando sinais de violência. Uma funcionária do banco confirmou ao G1 que ele atuava como gerente de relacionamento em uma agência do banco em frente à Fortaleza de São José. O delegado Ronaldo Coelho, da Delegacia de Homicídios, informou que até o momento busca identificar dois homens que entraram na noite de quinta-feira (10) no apartamento junto com o suspeito. A partir de imagens de câmeras de segurança do entorno foi detectado que eles usavam bonés e entraram no local. "Levantamos que eles ficaram mais de uma hora com o gerente, ele abriu a porta, o que deu a entender que eles se conheciam. O latrocínio vai se confirmar porque os que aqui vieram, levaram outras coisas que ainda vamos contabilizar. Como ele morava sozinho é difícil saber o que ele tinha", declarou Coelho para a Rede Amazônica no Amapá. A Polícia Técnico-Científica (Politec) está no local. A Rua Padre Júlio, onde fica o apartamento, foi cercada por curiosos e o trânsito chegou a ficar lento no trecho. O Sindicato dos Bancários no Amapá emitiu nota de pesar no início da tarde lamentando o falecimento de Rafael Cruz Garcia. A entidade suspendeu as atividades na agência onde ele trabalhava nesta sexta-feira (11). "Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor Divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade", diz a nota. Para ver a matéria direto no G1, clique aqui.

2 comentários:

  1. não existe cidade chamada de campo novo em mato grosso ou é campo verde ou campo novo do parecis

    ResponderExcluir
  2. Fica entre rondonopolis e primavera do leste

    ResponderExcluir