segunda-feira, 4 de setembro de 2017

ARTIGO - Bispo de Apucarana, Dom Celso, escreve sobre mês da Bíblia

Bíblia, história de como Deus nos ama maravilhosamente
Apucarana, 01 de setembro de 2017
O mês de setembro, quando a Igreja incentiva, de um modo especial, a leitura orante da Bíblia, pode ser uma ocasião favorável para renovarmos nossa vida cristã pessoal, comunitária e social. Na verdade, quando lemos orando a Palavra de Deus contida na Bíblia, Deus nos fala carinhosa e claramente nos propondo vida abundante. A Bíblia, acolhida com fé, faz-nos ouvir a Deus e, ao mesmo tempo, a ele nos conduz para conhecê-lo e experimentarmos o seu amor. Quando abrimos o coração à ação do Espírito Santo, a Bíblia não somente nos faz ter um conhecimento teórico da Palavra de Deus, como também nos faz experimentar vivamente o amor com que Deus nos ama. Essa experiência é fundamental porque transforma nossa vida e nos faz mais servidores no reino de Deus, nós nos tornamos mais autênticos em nossa vida cristã.    O documento 107 da CNBB, parágrafo 180, sobre a Iniciação Cristã diz que “a Leitura Orante da Palavra de Deus é um recurso muito importante para iniciar novos cristãos e, ao mesmo tempo, manter toda a comunidade no caminho da escuta obediente da Palavra, permitindo confrontar o seguimento de Jesus Cristo com a experiência do cotidiano e o estímulo à mudança de vida, segundo a vontade de Deus”.  Sim, sabemos que a Bíblia é a história de como Deus ama maravilhosamente o seu povo, de como Deus agiu, age e agirá na história da humanidade. Se quisermos saber e experimentar como Deus ama seu povo, um dos caminhos mais eficazes é a leitura da Bíblia, principalmente dos santos Evangelhos, que narram o ponto alto desse amor de Deus por nós na pessoa de Jesus Cristo que desceu do céu, fez-se homem como nós, assumiu a vontade de Deus até às últimas consequências, ou seja, até à morte e morte de cruz e ressuscitou dos mortos.  Todos os que fazem a experiência sabem que a Palavra de Deus nos ilumina, transforma-nos e nos fortalece. Seria excelente se todas as pessoas descobrissem a grandeza deste valor, a força do Evangelho! Uma força que nos liberta, integra-nos e nos motiva a irmos ao encontro do próximo para servi-lo. Com certeza seríamos mais santos, nossas famílias mais autênticas e a sociedade mais humana, cristã e solidária. Haveria misericórdia, paz, respeito, honestidade, justiça, amor e todos os bens espirituais e materiais para todas as pessoas. Divulguemos mais a Palavra de Deus e sejamos autênticas testemunhas de sua eficácia.  Aproveitemos este mês da Bíblia e nos dediquemos com mais consistência à leitura, oração, meditação e contemplação da Palavra de Deus. Encontremos um tempo favorável diariamente para abrirmos nossa Bíblia, especialmente, os santos evangelhos, inclusive pode ser aquele indicado pela liturgia diária, e nos dediquemos à leitura, meditação, oração e à contemplação. Conversemos livremente com Deus, sem medo e sem pressa. Ele é o Pai misericordioso justo e compassivo que nos ama e nos propõe um manancial rico de muitas bênçãos.   (Celso Antônio Marchiori, Bispo de Apucarana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário