quarta-feira, 20 de setembro de 2017

INCÊNDIOS EM SETEMBRO

Setembro  de 2017 tem maior número de incêndios dos últimos 12 anos no  Estado do Paraná 
Neste mês foram registrados mil e 282 focos de incêndio em todo o Paraná. É o maior número contabilizado em setembro nos últimos 12 anos, segundo dados do Corpo de Bombeiros e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. O órgão estadual atende uma ocorrência a cada 13 minutos, sendo a região de Maringá, no Noroeste do Estado, e Curitiba as localidades com maior número de casos. De acordo com a capitã do Corpo de Bombeiros, Rafaela Diotalevi, o clima seco e sem chuvas deste mês influencia no aumento do número de queimadas./ A cidade de Maringá, na região Noroeste, registrou altos índices porque teve o setembro mais seco dos últimos 17 anos. Mas, segundo o Simepar, essa situação pode mudar porque há possibilidade de chuva nas próximas semanas. A capitã Rafaela lembra que é preciso atenção redobrada neste período já que, em alguns casos, o fogo é iniciado por descuido da própria população. Jogar bitucas de cigarro no mato, acender fogueiras por brincadeira e soltar balões também podem ocasionar novos incêndios. O Corpo de Bombeiros do Paraná também procura incentivar as pessoas a ligar imediatamente para o telefone 193 assim que presenciarem focos de incêndio. Provocar incêndios em vegetação nativa sem a devida autorização é crime. O dono do terreno ou a pessoa responsável pelo manejo do fogo pode sofrer as sanções previstas na Lei de Crimes Ambientais e receber multas que variam de acordo com a área queimada. Já a queimada agrícola é um procedimento comum nesta época do ano, utilizada principalmente para a limpeza de áreas que vão ser usadas para o plantio de grãos. Mas, os agricultores precisam de autorização e devem seguir as regras estipuladas pelo Instituto Ambiental do Paraná, além das recomendações da Emater. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário