sexta-feira, 22 de setembro de 2017

REVOLTANTE - Padrasto abusava do enteado na cidade de Apucarana

A criança sofre de déficit  de atenção e era obrigada a fazer sexo oral e anal com o padrasto. O crime horripilante resultou na prisão do acusado 
   A Dra. Luana, titular da Delegacia da Mulher e o investigador Roberto, da 17º SDP, de Apucarana, prenderam um homem de nome Dione Alves Ribeiro, acusado de abusar do enteado de 12 anos, que sofre de Déficit de Atenção. Segundo o Delegado Dr. Jacovós, que  falou a imprensa,  o menino contou a história na Escola, em seguida, foi acionado o Conselho Tutelar, e o fato passou a ser investigado.  Em entrevista ao repórter Rodrigo Almeida, do Sistema Pinga Fogo, o delegado ainda informou que  Dione era amasiado com a mãe da vítima e era padrasto da criança desde que ela tinha 06 meses. Para comprovar a prática delituosa, todas as providências foram tomadas, e além do exame do IML - Instituto Médico Legal, a garoto contou com riqueza de detalhes como tudo acontecia.  A delegada também informou chegou ao criminoso:  "O menor relatou que  Dione aproveitava-se da ausência da mãe, que saía para o trabalho, para o levar ao quarto, tirava a sua roupa e praticava sexo anal e oral. Ainda tinha a prática de se masturbar na frente do mesmo, e que só não contou o fato a mãe, porque era ameaçado pelo agressor. Graças a Deus,  o menino teve coragem de cantar para a professora e para a Polícia, o que resultou na prisão do Dione", informou a Dra. Luana.  A notícia revoltou a cidade de Apucarana que pede a condenação do autor do ato monstruoso.  O próprio Dione, também conversou com Rodrigo Almeida. Ele negou o crime, dizendo que cuidava do enteado, o levava para o médico, pagava as consultas, mas que há algum tempo começou a sentir que o mesmo estava estranho, e que jamais abusou do mesmo, mas para a Polícia, o álibi do padrasto não se sustenta.  Outas investigações estão sendo feitas.   

Um comentário:

  1. Vagabundo
    Pq a policia nao deixa estrupar ele tbm ao inves de lrender esse verme fdp

    ResponderExcluir